Remédio caseiro para tosse


Cravo, mel, gengibre, limão…. Para muitos essa é só uma lista com produtos naturais. Mas, para os mais bem informados, trata-se de uma mistura que dá um belo remédio caseiro para tosse!

São muitas as receitas que circulam entre as famílias brasileiras, mas, com o advento da internet, é só teclar: remédio caseiro para tosse que muitas receitas vão aparecer na frente do internauta.

  • Receita caseira para tosse com catarro
  • Receita caseira para tosse alérgica
  • Receita caseira para tosse seca
  • Receita caseira para tosse persistente, etc.

Mas, é importante saber a origem da tosse antes de eleger o melhor remédio que, mesmo sendo caseiro, precisa ser ingerido de forma direcionada. A origem da tosse deve ser avaliada, por um especialista, pelo tipo de secreção (quantidade e cor) e o tempo de duração para identificar se a tosse é infecciosa (virose) ou alérgica (rinite).

Para explicar um pouco sobre como funciona o processo da tosse…

Especialistas descrevem a tosse como um reflexo natural do corpo, com o objetivo de expelir uma irritação causada no pulmão. O som tão característico da tosse acontece por causa da passagem do ar pelas cordas vocais. Podemos entender que, uma das causas da tosse, é a reação do organismo ativando mecanismos de defesa nos casos de obstrução das vias áreas.

A tosse se apresentar de algumas formas, como por exemplo a tosse seca, com catarro e a tosse alérgica. Também pode estar relacionada ao aparecimento gripes e resfriados, pneumonia, crises de bronquite, coqueluche, tuberculose, asma, bronquiolite, sinusite, tabagismo, insuficiência cardíaca, câncer de pulmão, estresse etc. A lista é longa, se fizermos uma pequena pesquisa.


Tosse seca: essa pode aparecer a partir de uma irritação na garganta, por inalação de fumaça, tabagismo ou algum objeto não identificado nas vias aéreas. Para que seja aplicado o devido tratamento, é preciso investigar a causa. Beber água pode ajudar nos casos de tosse seca, por que a garganta será hidratada; isso acalma a tosse.

Tosse com catarro: esse tipo pode ser causado por doenças respiratórias (gripes, resfriados e infecção respiratória). Outros sintomas podem ser observados nesses casos, como: dor no corpo e, às vezes, febre. O medicamento nesses casos deve ser para eliminar o catarro.

Tosse alérgica: é geralmente persistente! É devido a exposição ao que a pessoa tem alergia. Como exemplo: os pelos de animais, poeira, pólen de algumas flores, algumas plantas e por aí vai. Para combater esses sintomas (já que alergia não tem cura), vale usar medicamentos anti-histamínicos e evitar estar em contato com substância que causam a reação alérgica. Dessa forma a pessoa evita e/ou controla esse tipo de tosse.

Existem cuidados simples para ajudar a controlar os tipos de tosse apresentados! Então, nesses casos, além de um bom remédio caseiro para tosse algumas atitudes podem evitar e/o minimizar os sintomas:

  • Não durma com os cabelos molhados
  • Mantenha os pés aquecidos, utilizando meias, em climas mais frios
  • Beba água constantemente, assim sua garganta estará sempre bem hidratada
  • Fique atento a ambientes com corrente de ar e fuja destas correntes
  • Use roupas adequadas às estações do ano
  • Fuja de locais empoeirados, mantendo-os limpos.

Mas fique atento! Se a tosse insistir por mais de sete dias é prudente procurar um médico. Quanto antes os cuidados forem tomados melhor a qualidade de vida!

A tosse e outras causas…

Remédio caseiro para tosse

As baixas temperaturas, presentes no clima mais frio, tem potencial para aumentar as crises de tosse. Isto porque, este clima é propício para o aparecimento de doenças respiratórias como por exemplo: alergias respiratórias e gripes. Os asmáticos precisam estar atentos, pois o problema costuma se agravar neste período.

Como vimos acima, a tosse pode ser um sinal de alerta de que algo não está bem no organismo. Por isso, simplesmente inibir a tosse não é recomendável! O ideal é combater a causa, buscando um diagnóstico preciso.

Existe um tipo de tosse muito comum, que é provocado pelo tabagismo: a tosse do fumante! O pior é que a pessoa que fuma considera normal tossir, por causa do consumo do cigarro. A verdade é que nenhuma tosse pode ser considerada normal.

Quando o fumante inala a fumaça do cigarro, ele está se expondo a diversas substâncias químicas muito forte e que causam irritação. Tais componentes químicos atuam junto com os térmicos, elevando o calor da chama do cigarro a 300 graus centígrados, aproximadamente.

Remédios caseiros para tosse

Para combater a tosse com catarro: o chá de hibisco é diurético e expectorante; chá de vassourinha-doce é expectorante; o suco de laranja com limão e algumas gotas de própolis potencializam os resultados; chá de erva-doce é expectorante; inalar eucalipto também expectora o catarro e é antimicrobiano; o óleo de pinheiro ajuda na respiração e solta o catarro; chá de funcho é diurético e expectorante. Xarope de alho e cebola (conheça os benefícios da cebola aqui) tem função expectorante e antissépticas.

Dica: conheça um ótimo xarope para tosse aqui.

Para combater a tosse seca: ingerir chás de ervas medicinais com agentes calmantes, sedativas e antialérgicas. A hortelã age como antisséptico, tranquilizante e analgésico; uma erva conhecida como alteia tem propriedades sedativas; o chá de amor-perfeito, ajuda a acalmar a tosse e fortalecer o sistema imunológico.

Para combater a tosse alérgica: beber água e chupar balas ajuda a hidratar a garganta; que fica irritada com esse tipo de tosse. Além de ervas medicinais como: a urtiga é desintoxicante, a rorela (infusão) que é calmante e a tanchagem (infusão) usada para inflamações no pulmão (acalma as membranas do órgão).

Os chás usados como remédio caseiro para tosse devem ser adoçados com mel, pois tem propriedades que eliminam vírus e bactérias do organismo. Mas, tenha cautela! Crianças com menos de três anos e diabéticos não podem tomar mel. O ideal é usar açúcar mascavo ou não adoçar. As grávidas devem substituir os chás por inalações ou passar óleos essenciais na pele; por uma questão de segurança nesta fase.

Mas, como já sabemos: ao persistirem os sintomas um médico deverá ser consultado!


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...