Vigorexia: Quando chegar ao corpo perfeito vira obsessão


Estar preocupado com a aparência externa é uma coisa muito comum hoje em dia. Muitos são levados pela vontade de ter uma vida mais saudável, enquanto que outros porque nunca estão satisfeitos. Esse segundo grupo pode sofrer de Vigorexia, que é uma síndrome que faz com que o indivíduo continua em uma luta constante pelo corpo ideal, sem nunca se sentir satisfeito.

É quase como uma anorexia às avessas e é mais comum nos homens. A pessoa passa a malhar de forma excessiva porque toda vez que se olha no espelho se sente fraco e magro, a partir disso o corpo perfeito vira uma obsessão utópica que nunca consegue ser alcançada.

Antigamente a vigorexia era conhecida como Síndrome de Adônis, tendo como referência o nome do deus da beleza ideal masculina. Inicialmente a vigorexia tinha sinto classificada como um transtorno obsessivo, mas com um tempo começou a ser considerada também como um transtorno alimentar.

A vigorexia pode ser dividida em dois grupos, de acordo com os sintomas que apresenta:

  • Obsessão pela aparência e completa insatisfação;
  • Uso de anabolizantes e treinos excessivos.

Vigorexia: Um transtorno moderno

É assim que muitos cientistas tem descrito a doença, já que para eles ela é uma patologia emocional que é estipulada por conta da cultura social atual. Sua origem é de uma geração competitiva que cultua a imagem física de forma exagerada. Além das influências culturais a mídia também se torna uma grande responsável pela prevalência do problema.


Sintomas da vigorexia

O sintoma que caracteriza de forma mais eficaz o indivíduo que sofre desse problema é a insatisfação permanente da sua aparência física. Por causa disso essas pessoas se submetem a treinos intensos e incansáveis que podem causar problemas e sintomas, como: depressão, perda de peso, dores musculares frequentes, fadiga, irritabilidade, lesões frequentes, menor desempenho sexual e ritmo cardíaco elevado mesmo em estado de repouso.

Essas pessoas se referem a algumas características físicas com grande pesar, demonstrando infelicidade e ansiedade. Acabam por terem problemas na vida profissional e emocional, tornando-se pessoa com baixo estima e agressividade.

Como diagnosticar a doença?

vigorexia

A vigorexia é diagnosticada através das características apresentadas pelos pacientes. Os critérios que diagnosticam a doença são:

  • A preocupação exagerada sobre o corpo não ser musculoso ou magro o suficiente;
  • A vontade é de ser ou musculoso a cima do comum ou muito pequeno e preocupação tão exagerada que acaba fazendo com que o indivíduo deixe de fazer coisas importantes para treinar;
  • Quando o indivíduo evita expor o corpo ou quando ele insiste em dietas e treino mesmo sabendo que pode ser prejudicial.

A partir dessas características o profissional de saúde conseguirá identificar o problema.

Como é o tratamento?

O tratamento para a vigorexia é baseado em diferentes atitudes que são feitas e elaboradas ao mesmo tempo. Entre eles estão:

  • Proibição de uso de anabolizantes;
  • Dieta equilibrada com nutrientes benéficos para o corpo;
  • Medicamento para controle de ansiedade e redução de estresse;
  • Psicoterapia para ajudar na questão comportamental do indivíduo.

A maioria das pessoas que sofre desse distúrbio não consegue enxergar que precisam de ajudas. Elas acreditam que estão em perfeito estado de saúde física e mental. O tratamento age diretamente para controlar essa insatisfação com o corpo.

A não aceitação

Como mencionamos mais acima, as pessoas que sofre da vigorexia quase nunca aceitam que estão com esse problema. Por conta disso é muito importante que o paciente tenha o apoio dos familiares e amigos.

Nada melhor que o tratamento à base também de carinho e amizade para uma pessoas que não consegue identificar o problema que está passando. Muitas pessoas tem a preocupação excessiva com o corpo como um escape para problemas como depressão e insegurança e isso faz com que seja ainda mais difícil aceitar que está passando por um problema e precisa de ajuda.

O uso de anabolizantes

A vigorexia causa uma complexidade tão grande quanto ao próprio corpo que o treino só parece não trazer resultados benéficos. Os pacientes precisam de efeitos mais rápidos e maiores e por causa disso acabam partindo para o uso de anabolizantes.

A vontade de obter um “corpo perfeito” é tão grande que as pessoas se submetem a utilizar produtos com adição de insulina (hormônio do crescimento) e até mesmo produtos veterinários – principalmente os desenvolvidos para cavalos.

Quem passa a utilizar anabolizantes começa a contrair efeitos colaterais desastrosos, além de problemas emocionais, como delírios, dificuldade de concentração e até problemas sexuais, acontecem também problemas físicos.

Conheça alguns deles:

  • Aumento de massa muscular;
  • Dor na articulação;
  • Aumento da pressão sanguínea;
  • Retenção de líquido;
  • Acne;
  • Estrias;
  • Tumores hepáticos;
  • Doenças transmitidas pelo sangue, como a AIDS;
  • Apneia do sono;
  • Lesão do aparelho locomotor.

Aplicação de próteses e óleos

A preocupação com a aparência é tão grande que a pessoa com vigorexia se submete a intervenções cirúrgicas para aplicação de próteses de silicone em áreas específicas do corpo, como no peitoral e no quadril.

Outra atitude comum é a aplicação de injeção de óleos nos músculos, para dar a aparência de um volume maior. Os produtos utilizados são de extremo risco para a saúde humana e só causam o aumento do volume muscula e não do tecido ou de força.

É comum vermos relatos diariamente de pessoas que tiveram uma série de problemas após a utilização tanto das próteses quanto desses óleos nos músculos. Muitos perderam a vida.

Tem como evitar a vigorexia?

Como percebemos nesse artigo, esse distúrbio está estritamente ligado à cultura social atual, onde o corpo e o aspecto físico se tornou a coisa mais importante em um ser humano. A forma de prevenção da vigorexia é a conscientização de si próprio.

Cuidar do seu equilíbrio físico junto com o emocional é muito importante. Procure fazer atividades que deixem a sua mente em paz, conectada com o corpo e o mundo a sua volta, livrando-o de armadilhas aparentes como essa. Quem sabe não passa a praticar a meditação?

É a procura por saúde e bem estar, mas sabendo os limites do seu próprio corpo e se respeitando e amando acima de qualquer coisa. Para evitar a vigorexia o indivíduo precisa compreender que mais importante que um corpo definido são os valores que cultivamos, criamos e levaremos conosco mesmo quando a beleza não mais fizer parte do nosso corpo.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 3,00 out of 5)
Loading...