Doença Celíaca


É muito comum encontra entre seus familiares e amigos pessoas que não podem comer algo, pois possuiu algum tipo de intolerância a algum alimento ou substância, assim tendo que se adaptar para conseguir se alimentar adequadamente. E neste artigo falaremos de uma patologia caraterizada por um tipo de intolerância a uma substância, a doença celíaca.

Doença celíaca tem como sua principal característica a intolerância que o organismo da pessoa cria ao glúten, não podendo ingerir alimentos que possuem. A doença tem como ponto o intestino delgado, sendo o órgão mais prejudico por ela.

É uma doença genética, que tem seus primeiros sintomas, normalmente, na fase inicial de vida, que pode se manifestar qualquer tipo de pessoas, criando diversos tipos de sintoma, até mesmos bebês, quando iniciam uma alimentação mais variada de alimentos. Porém, as pessoas do sexo feminino são mais propensas a adquiri-la, porém pode se manifestar em homens também.

A doença celíaca é bem popular, e não é por acaso, estima-se que cerca de 1% á 2% da população mundial a possui, sendo um número altíssimo, se tratando de uma patologia que tem como base a intolerância à alguma substância.

Onde o glúten está e não está presente

Como falado anteriormente, o glúten é o grande vilão causado da doença. O glúten é uma proteína muito comum em alimentos, porém podem existir também em outros tipos de produtos, como pastas de dentes, por exemplos.

É muito comum encontrar alimentos e produtos que possui glúten, pois são aqueles feitos a base de cevada, trigo, aveia e centeio, ingredientes muito comuns nas produções alimentícias. Os que mais são comuns de possuir são:


  • Bolachas e biscoitos
  • Massas
  • Cervejas
  • Pães
  • Bolos
  • Alguns tipos de pastas de dentes, batons e cremes de pele. Leia as informações nas embalagens dos produtos, para ter certeza.

Porém, ainda é possível ter uma boa alimentação tendo a doença celíaca, sem precisar ser exposto ao glúten. Os principais alimentos sem a substância são:

  • Sal e açúcar
  • Cacau e chocolates
  • Carnes e peixes
  • Milho
  • Arroz
  • Frutas
  • Vegetais
  • Óleos e azeites

É possível encontrar muitos produtos vendidos em mercados que possuem em sua embalagem um tipo de alerta, indicando que não possui glúten. Fique atento a isso.

 

A doença no organismo

A pessoa que possuiu a doença celíaca, ao ingerir um alimento com glúten, terá graves consequências ao seu intestino delgado.

Ao ingerir o alimento, as proteínas do glúten se tornam, automaticamente, algo muito prejudicial e tóxico ao intestino delgado da pessoa, conseguindo atravessar a parede intestinal, criando diversas lesões e inflamações nas vilosidades e microvilosidades, não permitindo a absorção correta dos nutrientes de outros alimentos, que é a principal função das vilosidades.

 Os principais sintomas

doença celíaca

Como toda doença, a doença celíaca entrega péssimos e dolorosos sintomas as pessoas que a possuem. Entre eles temos:

  • Vômitos
  • Perca de apetite e emagrecimento, pela desnutrição
  • Ficar irritado facilmente e mudanças no humor
  • Diarreias, com fezes grandes, claras e mal cheirosas
  • Inchaços na região da barriga e nos membros inferiores
  • Dificuldades para dormir
  • Fraqueza repentina
  • Gases
  • Alterações nos ciclos menstruais

Em casos mais extremos da doença, onde ela funciona de uma maneira mais agressiva ao organismo, a pessoa pode ter doenças nos ossos, estomacais, lesões corporais e problemas no sangue. Isso acontece, principalmente, pela falta de absorção dos nutrientes corretos.

Como o médico faz o diagnostico

Ao ir a alguma consulta com suspeitas da doença celíaca, por causa de algum dos sintomas citados anteriormente, o procedimento mais comum que o médico irá fazer é pedir exames de sangue, fezes, urina e biopsia do intestino delgado, para poder ter uma certeza que a pessoa é intolerante ao glúten.

Após os exames, o médico pode sugerir uma dieta de glúten, por um ou dois meses, para eliminar a substância do corpo, assim fazendo outros exames no intestino delgado, para ter certeza se ela realmente era a causadora do problema.

Quando mais demora é feito esse diagnostico médico, mais fácil a pessoa ter sequelas e problemas no seu desenvolvimento, principalmente pelo fato da doença celíaca ficar exposta na fase inicial da vida humana. Então, qualquer suspeita, é de extrema importante levar a criança até um hospital, para tomar os devidos cuidados e fazer uma readequação alimentícia sem glúten.

Tratamentos e cura

Ao médico indicar que a pessoa possui realmente a doença celíaca e não pode consumir nenhum tipo de alimento que contêm glúten, será necessária a ida até uma nutricionista para fazer uma dieta. Essa dieta terá somente os alimentos que não possuiu glúten, para a pessoa não ter nenhum tipo de problema, porém continuar com uma alimentação saudável e correta.

Essa dieta ajudará na alimentação completa do glúten do organismo da pessoa, assim evitando e acabando os sintomas que estamos acontecendo durante o diagnostico médico.

Basicamente, o tratamento é a fuga de alimentos e produtos que podem causar problemas ao seu organismo.

Se a doença já causou problemas mais sérios ao organismo da pessoa, fazendo-a perder alguns nutrientes ou absorvemos incorretamente, será necessário acrescentar certos suplementos a sua alimentação, para conseguir recuperar essas percas.

Infelizmente, a doença celíaca não possuiu nenhum tipo de cura ainda, somente esses tratamentos a base de dietas e readequação alimentícia.

É importante sempre seguir as indicações do seu médico, para não tomar nenhuma decisão precipitada e errada, porém o principal medicamento utilizado no tratamento da doença celíaca é o Beta Trinta.

Como podemos ver, uma simples e comum proteína pode causar diversos problemas e sintomas terríveis ao organismo humano. Por isso, é muito importante a busca sempre por ida ao hospital, procurando um bom médico, principalmente na fase inicial de vida, para não criar problemas futuros.

A doença celíaca pode parecer um bicho de sete cabeças, e realmente é um problema grande a pessoa que a possuiu, pois acaba sendo incapacitada de comer importantes e saborosos alimentos, pois pode causar danos terríveis a ele, porém é possível sobreviver tranquilamente, somente tomando muitos cuidados, principalmente quando irá se alimentar fora de casa, para não ocorrer nenhum desvio.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...