Síndrome do intestino irritável


A síndrome do intestino irritável é um distúrbio intestinal que causa dores intensas na barriga. Também é conhecida por juntar muitos gases, dar constipação (intestino preso) e diarreia. Mas você sabe como acontece a síndrome do intestino irritável? Neste artigo você irá descobrir o que é esse mal, conhecer as causas, sintomas e formas de tratamento.

O que é a síndrome do intestino irritável?

O problema é uma doença bem comum, crônica, que afeta o intestino grosso (cólon). Na maioria das vezes os pacientes precisam de acompanhamento médico para acabar com o incômodo.

Esse conjunto de manifestações gastrointestinais recorrentes ou crônicas, não estão basicamente associadas as alterações estruturais ou bioquímica. Cerca de 10 a 20% da população americana ou dos países europeus sofrem com a síndrome do intestino irritável.

As pessoas mais atingidas pela doença são mulheres, que estão entre o final da adolescência ou antes dos 30 anos. Os sintomas mais frequentes são dores abdominais e estufamento, alguns alternam a constipação com crises de diarreia, com secreções nas fezes.

O que causa a síndrome do intestino irritável?

As causas da síndrome do intestino irritável ainda são desconhecidas e não há estudos que indiquem quando uma pessoa começará a sentir os sintomas.

As dores começam quando a parede dos intestinos, que são cobertas de músculos, se contraem e relaxam, conforme os alimentos vão passado do estômago para o reto. Na síndrome as contrações são bem mais fortes duram mais tempo do que o habitual. Isso faz com que os sintomas como flatulência, gases e diarreia se tornem mais típicos.


Também pode acontecer fatores inversos. Quando as contrações são bem mais fracas e retarda a passagem dos alimentos, deixando com que as fezes fiquem endurecidas dentro do nosso organismo.

Pessoas que sofrem crises psicológicas – ansiedade ou depressão, por exemplo – , possuem mais propensão a síndrome do intestino irritável e devem procurar ajuda médica, pois podem reagir de forma mais intensa mesmo quando há pequenos estímulos. Pacientes com a SII sentem de modo mais forte qualquer volume de gases ou fezes que o intestino venha gerar.

Causas da síndrome do intestino irritável

Ainda não é possível descrever com toda a certeza quais as causas mais precisas que levam a pessoa a sofrer da síndrome do intestino irritável. Porém, alguns fatores devem ser levados em consideração e evitados para que os sintomas não sejam tão intensos.

Alimentação

Algumas pessoas podem ter intolerâncias ou alergias a certos alimentos, isso prejudica ainda mais quem tem a síndrome do intestino irritável. Chocolates, frituras, feijão, repolho, especiárias, brócolis, bebidas gaseificadas, leite, entre outros alimentos, são fatais para quem sofre da doença. Evite!

Estresse

Como sempre, o estresse é responsável por diversos contratempos, entre eles, agitar ainda mais quem sofre com a síndrome do intestino irritável. Pessoas que com a SII sentem a situação se agravar em qualquer momento de estresse e até mesmo crises de ansiedades. Estudos indicam, que esse estágio pode ser uma causa, mas não que seja determinante para uma pessoa.

Hormônios

Principalmente nas mulheres! Duas vezes mais propensas a desenvolveram a SII, as mudanças hormonais ter um papel fundamental nessa desordem. Algumas mulheres se sentem piores próximos  aos períodos menstruais.

Outros tipos de doenças

A síndrome do intestino irritável também pode ser desencadeada através do crescimento em excesso de bactérias no intestino ou depois de quadros agudos de diarreia infecciosa.

Fatores de risco da síndrome do intestino irritável

Muitos apresentam os sinais, mas poucos procuram tratamento para a SII. Pessoas com até 45 anos, mulheres, histórico familiar, transtornos mentais relacionados a depressão e ansiedade, ou transtornos de traumas e personalidade, podem sofrer mais com a síndrome do intestino irritável.

Sintomas mais comuns da síndrome do intestino irritável

Síndrome do intestino irritável

Os sinais variam muito de pessoa para pessoa, porém os sintomas mais comuns relatados são:

  • Sensação constante de inchaço;
  • Gases;
  • Cólicas e dores abdominais;
  • Diarreia;
  • Muco nas fezes – em casos mais extensos.

A SII pode ser uma doença crônica, mas os sintomas se apresentam de forma diferente, podendo ser mais leves, moderados ou intensos.

Exames e diagnósticos

Esteja atento com a sua saúde, os sintomas da síndrome do intestino irritável podem ser confundidos com outros doenças do trato gastrointestinal. Se você sente os sinais esporadicamente, mas de maneira difícil de suportar, procure ajuda médica e relate os sintomas mais agressivos. Em casos extremos, os pacientes podem apresentar complicações de saúde como:

  • Dor abdominal que piora a noite;
  • Sangramento no reto;
  • Desidratação grave;
  • Perda de peso involuntária.

Para os exames o médico irá pedir – para descartar outros tipos de doenças:

Exames de sangue – para ver a contagem de glóbulos sanguíneos e saber se você não apresenta um quadro de anemia.

Exames de fezes – para descartar qualquer tipo de infecção.

Em casos de sangue nas fezes, o profissional pode pedir uma sigmoidoscopia ou colonoscopia – quando um tubo é inserido no ânus. Se o resultado de sangue também estiver alterado, será bem possível que ele indique os exames.

Um raio-X também pode ser ideal para obter um diagnóstico mais preciso da parte gastrointestinal.

Tratamento para síndrome do intestino irritável

O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas e dar uma melhor qualidade de vida ao paciente que sofre com a síndrome do intestino irritável. Os remédios mais indicado para tratar a doença são anticolinérgicos, antiespasmódicos e medicamentos contra a diarreia. A maioria dos médicos receitam: Ceftriaxona Dissódica, Ceftriaxona Sódica, Digedrat, Brometo de Pinavério (100 ou 50 miligramas).

Nunca tome medicamentos sem a prescrição médica. Somente um profissional da saúde poderá avaliar o seu caso e receitar o melhor remédio para a sua situação.

O que você também pode fazer para ameninar os sintomas é ingerir alimentos a base de fibras, evitar bebidas que contenham muitos gases – como refrigerantes -, tirar os alimentos gordurosos do seu cardápio e cortar o glúten da sua alimentação.

Praticar exercícios físicos, pelo menos os semanais, e dormir melhor, podem aliviar os sintomas da ansiedade que muitas vezes despertam a síndrome do intestino irritável.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...