Relaxante muscular: O que é e quando pode ser utilizado


Remédios com efeito relaxante muscular são muito comuns de serem utilizados de forma própria e independente, sem a preocupação de passar por uma orientação médica antes.

Com profissões que fazem com que o indivíduo permaneça em uma mesmo posição por muitas horas ao dia, ou por causa de atividades físicas realizadas de forma errada, muita gente sobre com dores musculares.

Existem vários medicamentos que causam o relaxamento do músculo, mas para um tratamento efetivo em caso do aparecimento de qualquer sintoma é necessário se submeter a uma consulta com um profissional da área de saúde.

Esses medicamentos são os mais utilizados pelos brasileiros que buscam resolver de forma rápida desconfortos físicos.

O que é relaxante muscular?

O relaxante muscular é o medicamento que tem capacidade de atuar diretamente no sistema nervoso central, que é o responsável pela contração muscular. Essa atuação modifica a atividade muscular e promove mudanças no Sistema Nervoso Central com ação direta no músculo ou ação periférica.

O relaxante muscular atua de forma a prevenir e reduzir os espasmos musculares involuntários que causam muita dor.


É possível dividir os relaxantes musculares em três grupos:

  • Relaxante muscular com ação central: Atuando no Sistema Nervoso Central;
  • Relaxante muscular com ação direta: Que atua na diretamente na musculatura;
  • Bloqueadores neuromusculares.

Entre os tipos de medicamento, os relaxamentos com atuação direta é o mais consumido pela população.

História do relaxante muscular

O relaxante muscular foi mencionado pela primeira vez em meados do século XVI quando os exploradores da Europa encontraram os nativos da Amazônia usando setas envenenadas que causavam morte por paralisia muscular.

O veneno utilizado é conhecido como Curare e foi líder dos estudos farmacológicos sobre os relaxantes musculares. A partir dos estudos dessa substância a função da acetilcolina na transmissão neuromuscular foi determinada.

Foi a partir do ano de 1943 que os bloqueadores neuromusculares passaram a ser admitidos como relaxante muscular na anestesia e cirurgia. Em 1959 o uso do carisprodol foi aprovado e o da metaxalona e da cyclobenzaprima foram aprovados em 1962 e 1977 respectivamente.

Quando o relaxante muscular deve ser ingerido?

relaxante muscular

É importante salientar que esses medicamentos precisam ser manipulados a partir de uma orientação médica.

O relaxante muscular é aconselhado em casos onde o indivíduo esteja com nível de cansaço extremo, quando a dor muscular é muito forte, quando há a presença de lombalgias ou torcicolos e quando a tensão muscular está também muito alta.

Outro aspecto importante sobre o uso do relaxante muscular é que ele deve ser utilizado junto com o hábito de atividades físicas regulares. Com os exercícios o paciente inibirá as fraturas musculares, e o corpo será melhor alongado.

O alongamento, inclusive, precisa ser feito por todos em horário de trabalho ou estudo. Pessoas que trabalham sentadas, principalmente, tem mais chances de adquirirem dores musculares. Muitas empresas hoje por causa desse problema tem criado intervalos de poucos minutos para que o trabalhador se alongue e saia da posição que permaneceu.

Relaxante muscular natural

Para quem prefere utilizar métodos naturais de tratamento, existem formas que são capazes de produzir efeitos de relaxante muscular. Esses tratamentos podem ser utilizados para tratamento contra torcicolos, lombalgias, contraturas e para alívio da tensão e da dor muscular.

Uma forma eficaz de relaxante muscular é através da compressa de alecrim e alfazema. Esse remédio caseiro é fácil de fazer e traz efeitos positivos no relaxamento muscular.

Veja a receita desse relaxante muscular natural

Ingredientes

  • Toalha
  • 1 gota de óleo essencial de alecrim
  • 1 gota de óleo essencial de alfazema

Modo de preparo

Molhe a toalha com água morna e adicione as gotas de óleo. Se preferir pode molhar a toalha com água fria e depois a aqueça por 4 minutos no micro-ondas. Após isso coloque a compressa no local de maior desconforto e em pouco tempo sentirá os alívios.

O perigo da automedicação

O relaxante muscular não exige que o cidadão possua uma receita médica para efetuar a compra, por conta disso o uso de remédios como esses por conta própria é muito grande. As pessoas procuram alívio rápido da dor e desconforto e por isso o diagnóstico e o tratamento do problema acabam sendo feitos de forma independente!

Isso é muito arriscado, principalmente porque esses medicamentos agem no sintoma mascarando a dor e evitando que o paciente procure a cure do que está causando o problema. Com isso muitos problemas sérios são maquiados até que se agrave e cause problemas irreversíveis.

Outro problema está relacionado com a dosagem do medicamento. Quando doses inadequadas são utilizados vários efeitos colaterais podem ocorrer, desde problemas nos rins e no estômago como vertigens, sonolência, cansaço e alteração de humor.

É importante passar por uma avaliação médica antes de começar a utilizar um relaxante muscular, é essencial que um médico conheça o seu caso, diagnostique o problema e passe o tratamento mais eficaz.

Combate à insônia

Muita gente hoje sofre com a dificuldade de dormir. Passa um dia inteiro na correria, chega em casa em exaustão, mas na hora de dormir é um problema. Vira para um lado e para o outro e nada.

Isso pode acontecer justamente por conta da tensão passada durante todo o dia, por ansiedade por causa de problemas e muitos outros fatores. Por causa disso o uso do relaxante muscular tem contribuído para uma melhor noite de sono.

Por conta da sua ação direta no Sistema Nervoso Central, o controle das contrações musculares dá uma sensação de relaxamento para o corpo todo. Em pouco tempo após a ingestão desse medicamento o paciente sente um bem-estar.

Claro que não é um medicamento que é indicado diretamente para combater a insônia, visto que o seu uso de forma exagerada pode render alguns efeitos indesejáveis. O combate à insônia, porém, torna-se um efeito colateral benéfico para quem precisa utilizar um relaxante muscular.

Para se beneficiar disso então, é aconselhado que o paciente que esteja em tratamento contra dores musculares e que pode acaso tenha também problemas para dormir, utilize o relaxante muscular antes de se deitar. Além do alívio para dores, o remédio o ajudará a dormir.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...