Nódulo na Tireóide – Entenda o que é, Quais são as Causas, Sintomas e Tratamento


Ter nódulo na tireóide é um problema comum que está presente em 1/3 das mulheres adultas. A tireóide é uma glândula presente no nosso corpo que tem o formato de uma borboleta que fica no pescoço, abaixo da laringe.

É a glândula responsável pela produção de hormônios que são capazes de controlar e influenciar o metabolismo do nosso corpo. O nódulo na tireóide é uma lesão redonda que aparece no tecido da tireóide e que tem causa, na sua maioria benigna.

É como um aglomerado de células que se instalou no tecido da tireóide e foi se desenvolvendo com o tempo. Na maioria dos casos os nódulos só precisam ser removidos caso cresçam muito.

Apenas 5% dos nódulos na tireóide são originados por causa de uma doença maligna, ou seja, 95% dos casos de nódulo na tireóide não tem nada a ver com câncer – que é um dos principais medos das pessoas hoje em dia.

Os tipos de nódulo de tireóide

A doença pode se apresentar de diferentes modos, tanto com um nódulo único, como com múltiplos nódulos espalhados pelo tireóide – que também é chamado de bócio multinodular, eles também podem ser líquidos no seu interior ou sólidos, grandes ou pequenos.

A maioria deles é originário de adenomas, os tumores benignos. São vários os tipos de nódulo na tireóide e resolvemos te mostrar aqui os mais comuns:


  • Cisto da tireóide: Esses é o tipo de nódulo na tireóide que possui liquido no interior. Em alguns casos é possível confundir um desses cisto com câncer, até porque os cistos que apresentar material sólido e líquido (complexos) podem ser malignos.
  • Nódulo inflamatório: Ele se desenvolve por causa de inflamação na tireóide – talvez por causa de uma tireoidite. Esse tipo de nódulo é benigno.
  • Nódulo colóide: São tumores que são formados pelo mesmo tecido da tireóide. Podem ser únicos ou múltiploes e são benignos.
  • Câncer de tireóide: Esses são os nódulos únicos e sólidos e que tem um crescimento acelerado. Por conta desse tumor maligno é possível sentir linfonodos na região do pescoço.
  • Adenoma folicular: É nódulo na tireóide benigno que normalmente é único e pode produzir hormônios de forma independente – dessa forma é chamado de adenoma tóxico.
  • Bócio multinodular: São múltiplos nódulos instalados na tireóide que podem variar de tamanho. Eles são capazes de produzir hormônios e são a causa de uma doença chamada bócio multinodular tóxico.

Quais são os sintomas?

Nódulo na Tireóide

Na maioria dos casos o nódulo na tireóide não apresenta nenhum sintoma. Eles só acontecem em duas ocasiões específicas:

  1. Por serem nódulos que produzem hormônios demais;
  2. Por serem nódulos muito grandes que podem ser notados pelo espelho, apalpados e que estejam obstruindo a passagem de ar ou de alimento. Nesse caso o sintoma mais comum é a dificuldade para engolir.

No caso do câncer, os sintomas também só irão aparecer quando ele cresce demais e aí o paciente tem dificuldade de comer, respirar e começa a apresentar rouquidão constante. Ele também pode perder muito peso e ter linfonodos perceptíveis pelo pescoço.

Fazendo o diagnóstico

Na maioria dos casos o nódulo na tireóide é encontrado por meio da realização de exames de rotina.

Após a constatação do nódulo, o médico normalmente realiza testes de laboratório que irão constatar se ele produz hormônio tireoidiano em excesso ou se ele não produz hormônio nenhum. Entre os exames que você pode fazer para que o nódulo na tireóide seja constatado, estão:

  • Biópsia por aspiração com agulha fina
  • Ultrassonografia da tireóide
  • Exame da tireóide
  • Nível de TSH e outros exames de sangue que são associados à tireóide.

Como é feito o tratamento?

A forma de tratamento vai ser diferente de acordo com as características do nódulo, por isso que é tão importante fazer uma série de exames após constatar a presença do nódulo na tireóide.

No caso de nódulos benignos que nem estão crescendo e nem estão causando qualquer tipo de sintoma, a forma de tratamento pode ser por meio de um acompanhamento regular através de exame físico e ultrassom, pela realização de uma biópsia a cada 12 meses após o diagnóstico e também por meio da injeção de etanol (álcool) que serve para encolhê-lo.

No caso dos nódulos que na verdade são um câncer, que estão produzindo muito hormônio, causam sintomas, ou não podem ser classificados, o tratamento é feito por meio da remoção cirúrgica de uma parte ou de toda a tireóide.

Causas do nódulo na tireóide

Os próprios médicos não conseguem dizer com precisão qual é a causa do aparecimento do nódulo na tiróide. O que eles acreditam, porém, é que existem algumas condições que favorecem isso.

Tanto pode acontecer por causa de exposição á radiação ou deficiência de selênio. Essas causas, no entanto, são para problemas específicos. Ainda estão sendo feitas pesquisas para tentar encontrar a origem.

É possível identificar quais são os fatores de risco para o nódulo. Entre eles está a idade (já que as chances aumentam a partir do envelhecimento) e sexo (as mulheres tem mais chances de desenvolver o nódulo na tireóide do que os homens).

Um dado interessante é que apesar das mulheres serem mais propensas ao desenvolvimento do nódulo na tireóide, os casos de câncer nessa região são maiores em homens do em mulheres. A chance de homens desenvolverem é de 8%, enquanto que das mulheres é de 4%.

Prevenção

Como não existe estudo que possa afirmar a origem do nódulo na tireóide, infelizmente não existem formas de prevenção conhecidas e efetivas que resolvam esse problema.

Procure ajuda médica

Caso perceba a presença de um nódulo no seu pescoço ou sinta desconforto para engolir ou respirar é muito importante que você procure ajuda de um médico. Isso irá ajudar a fazer o diagnóstico do nódulo na tireóide e começar o seu tratamento o mais rápido possível.

Dessa formas as chances de obter um resultado melhor e mais acelerado, são maiores. Não se desespere caso tenha um nódulo na tireóide, este é um problema que pode ser tratado com eficiência e sem fatalidade.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (4 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...