Infecção intestinal


Cólicas abdominais, falta de apetite ou náuseas, sintomas como esses podem indicar que você está sofrendo de uma infecção intestinal, um mal comum que pode acontecer em crianças e adultos, sem representar nenhum risco muito grave. O tratamento para infecção intestinal é simples e fácil, desde que você não deixe o quadro se agravar.

A infecção intestinal pode ser gerada a partir de diversos agentes como bactérias, fungos, parasitas e vírus. As crianças são mais propensas a desenvolverem o problema. Normalmente são atacadas por um dos vírus mais terríveis, o rotavírus.

Como se adquire uma infecção intestinal?

Mais comum de acontecer no verão, a infecção intestinal pode acontecer após consumir algum produto estragado ou contaminado. Mas por que no verão? É no calor, nas altas temperaturas, que alguns microrganismos conseguem se multiplicar rapidamente. Um exemplo clássico, é deixar alimentos fora da geladeira durante o verão. A temperatura ambiente fará com que as bactérias se reproduzam rapidamente e estrague a comida. As bactérias mais comuns destes alimentos e que causam a infecção intestinal são a Salmonella ou E. Coli.

A má higiene também pode originar uma contaminação. Ir no banheiro e não lavar a mão ou ingerir água contaminada, sem filtrar ou ferver, oferece riscos grandes para se desenvolver uma infecção intestinal.

Sintomas da infecção intestinal

Como vimos acima, as causas para uma infecção intestinal são variadas e muitas vezes os sintomas também podem ser diferentes, mas com alguns pontos semelhantes. Dor de cabeça, diarreia e dor abdominal são uma delas.

A diarreia intensa causada pela infecção, pode acarretar uma desidratação, um dos principais fatores de risco. Gravidas, bebês e idosos, são os que mais sofrem com esse tipo de problema. Uma dica é tomar soro caseiro ou, claro, muita água.


As inflamações dos intestinos podem gerar:

  • Falta de apetite;
  • Dor abdominal;
  • Náuseas e cólicas;
  • Diarreia ou prisão de ventre;
  • Dor de cabeça;
  • Desidratação
  • E mal-estar.

A melhor maneira de acabar com a infecção intestinal é consultando um clínico geral (para adultos) e um pediatra (para as crianças). Esses profissionais indicarão um tratamento adequado para cada pessoa e evitará que o paciente venha a sofrer com a desidratação. Os sintomas podem variar de acordo com cada bactéria, idade e estado de saúde.

Diagnóstico de infecção intestinal

A melhor maneira de conferir o tipo da bactéria que está produzindo a infecção intestinal é através de uma coprocultura, um exame de fezes que busca encontrar os microrganismos. Geralmente é feito com as fezes ainda fresca e os agentes procurados são: Aeromonas spp., Salmonella spp, Escherichia coli enteropatogênica clássica, Yersinia enterocolítica, Shigella spp., e Plesiomonas spp.

Após o diagnóstico tem início o tratamento mais adequado para cada bactéria. Normalmente a infecção intestinal, também conhecida como gastroenterite, acontece de 30 minutos a 3 dias depois de consumir o alimento contaminado.

Tratamento para infecção intestinal

Infecção intestinal

Pessoas que sofrem com infecção intestinal devem consumir muita água para começar o processo de hidratação. Após o resultado dos exames seu tratamento será destinado a exterminar quaisquer fungos, parasitas, vírus ou bactérias que esteja no organismo.

Como seu corpo já estará mais debilitado, é importante seguir uma dieta diferente, mais leve, a base de legumes, frutas e verduras. Juntamente com uma alimentação mais saudável, a eficácia do medicamente será ainda melhor.

Uma boa dica é fazer repouso. Como o seu corpo estará mais fraco, devido há dias de dores de barriga e má alimentação, um descanso extra, sempre que possível, será bem-vindo para repor as energias.

Abaixo, listamos algumas dicas que você deve seguir para uma melhor recuperação:

  • Coma mais carne branca, grelhada, verduras e frutas – isso ajudará na tensão sobre o sistema gastrointestinal;
  • Evite alimentos pesados – carne vermelha, laticínios e comidas picantes, produzem um estresse ainda maior no órgão afetado e torna a digestão ainda mais complicada;
  • Repouso – evite ir à escola ou trabalho até sentir que os sintomas melhoraram;
  • Beba líquidos – água, chá, soro caseiro, água de coco, sucos naturais, manter o corpo hidratado é extremamente importante nessa fase de recuperação;
  • Hábitos de Higiene – lavar e cozinhar bem os alimentos, para não ingerir ainda mais bactérias. Sempre lavar as mãos após usar o banheiro ou chegar da rua, também é essencial. Se você possui animais em casa é primordial que lave as mãos depois de tocá-lo.

Cuidados simples como esses, podem fazer toda a diferença e acelerar a cura da infecção intestinal. O próprio organismo utiliza a sua defesa para fazer a limpeza e eliminar qualquer agente que esteja na infecção.

Se a infecção não melhorar em três dias ou os sintomas se tornarem pior, será preciso procurar ajuda médica e começar a tomar algum tipo de medicamento para cortar a infecção. Normalmente são receitados antibióticos, via oral, como por exemplo, Amoxicilina ou o Ciprofloxacino.

Alimentos que podem ser consumidos

Para repor os líquidos perdidos pela diarreia: água! Diarreias e vômitos deixam a pessoa fraca e muito desidratada. Na hora de consumir alimentos, dê preferência as refeições de fácil digestão como: carnes brancas com pouco tempero, macarrão, arroz branco, sucos e chás com pouco açúcar (evite chá verde, preto ou matte, por causa da cafeína). Para os lanchinhos, opte por biscoitinhos seco, sem recheio, pão branco, iogurtes naturais e queijos brancos – por serem pobres em gordura.

Evite…

Enquanto estiver com diarreia tire as cascas das frutas e legumes. Mesmo que, por exemplo, use os legumes nas saladas ou sopas, as fibras existentes nesses alimentos contribuem para aumentar as fibras no intestino e consequentemente aumentar a diarreia.

Carnes vermelha, alimentos gordurosos, manteiga, bacon, linguiça, leite integral, queijos amarelos e alimentos processados, deixam o trânsito intestinal ainda mais desregulado, além de dificultar a digestão.

Alimentos como ovo, feijão, repolho, ervilha, milho e sobremesas com muito açúcar, devem ser evitados, pois somente ajudam a aumentar a formação dos gases e por consequência as cólicas e dores abdominais.

Quando procurar um médico?

Se a infecção intestinal, diarreia, dores abdominais e os sintomas citados acima persistirem por mais de três dias para adultos, dois dias para crianças e mais de 12 horas para crianças menores de três anos, um médico deverá ser procurado imediatamente. A infecção intestinal é um problema simples de cuidar, apenas esteja atento aos sinais logo no início.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 1,00 out of 5)
Loading...