Flebon


Problemas vasos circulatórios ocorrem com certa frequência em boa parte da população. Um desses problemas é a fragilidade dos vasos, que causa diversas complicações, principalmente o surgimento de manchas pelo corpo e problemas capilares. Inchaço dos membros inferiores, que também podem ser causados pela fragilidade vascular, é outro problema, bem frequente, que cria diversas dificuldades, principalmente na mobilidade, na vida daqueles que são infectados. Com isso, alguns medicamentos com foco no tratamento dessas complicações surgiram para resolver o problema de muitos. Um dos mais recomendados e utilizados por médicos em seus pacientes é o Flebon, que será exemplificado e detalhado no artigo a seguir.

Para que serve o Flebon

Como citado anteriormente, o Flebon tem como principal foco o tratamento de problemas voltados aos vasos circulatórios e inchaços, ou edemas, principalmente nos membros inferiores do paciente. Porém, o medicamento, segundo sua própria bula, é indicado para a utilização, quando possui um acompanhamento médico, em pacientes com outras doenças e problemas, além de fazer algumas prevenções.

As principais indicações da utilização do medicamento Flebon são para os tratamentos ou prevenções dos seguintes problemas e doenças:

  • Tratamento da fragilidade dos vasos, ou também chamada de fragilidade vascular.
  • Tratamento de edemas ou inchaços que surgem nos membros inferiores.
  • Tratamento e prevenção de surgimentos de manchas na pele.
  • Prevenir a síndrome do viajante, também conhecida como a síndrome da classe econômica, que é quando o passageiro fica imóvel, durante uma longa viagem de avião, predispondo à trombose.
  • Prevenir complicações causadas por problemas circulatórios venosos.

Vale relembrar que, é essencial a orientação médica para a utilização do medicamento Flebon, mesmo que necessite do tratamento de alguma dessas patologias. O remédio possui alguns efeitos colaterais e contraindicações, que podem levar a problemas sérios sem a recomendação e auxílio de um especialista.

Como o Flebon funciona?

flebon


O medicamento Flebon possui em sua composição, como ingrediente principal, cascas de Pinus pinaster em seu extrato seco. As substâncias desse extrato tem como principal função seu alto teor antioxidante dentro do organismo humano. Essa eficiente propriedade evita danos vasculares que ocorrem no corpo por contra de radicais livres, conseguindo combatê-los. Além disso, os Flebon, quando ativa sua ação dentro do organismo, aumenta a resistência vascular e recuperar os vasos danificados, reduzindo ou prevenindo contra inchaços e edemas.

Como usar o Flebon

A utilização do Flebon deve ser feita com divisão de dosagens, que serão explicada mais a frente no artigo. Para tomar, é necessário o auxílio de uma pequena quantidade de água e sua ingestão ocorrer durante, ou após, as refeições.

O uso máximo do medicamento diário é de oito comprimidos, sendo 400 mg. Porém, essa dosagem é muito pouca utilizada e recomendada por médicos.

Flebon para melasma

Como exemplificado no tópico anteriormente, sobre para que serve o Flebon, indicamos que o medicamento é utilizado para a prevenção e tratamento do surgimento de manchas pelo corpo, também conhecido como melasma.

Tomar o remédio para tratar a melasma é uma função secundária dele. Isso ocorre pelo fato da sua composição possuir um grande número de substâncias antioxidantes, que fazem a redução dos danos causado pela radiação ultra-violeta, que faz surgir as manchas.

Como a utilização do Flebon para o tratamento da melasma é uma função secundária do medicamento, somente a sua utilização não será totalmente eficaz. É necessário a utilização de outros medicamentos, ou até mesmos alimentos, recomendados por uma dermatologista.

Flebon emagrece?

Não existe nenhum estudo ou comprovação que o Flebon faz emagrecer os pacientes que estão fazendo sua utilização.

Contraindicação

Como todo o remédio, principalmente os de utilização para doenças e síndromes tão complexas como fragilidade dos vasos e síndrome do viajante, possui algumas contraindicações que necessitam ser seguidas por todos os pacientes, para não acontecer nenhum tipo de problema com o Flebon.

A contraindicação principal é:

  • É proibido tomar o medicamento pessoas que possuem qualquer tipo de hipersensibilidade, alergia ou problema causado pelos componentes que integram a fórmula do Flebon.

Para não ficar desconhecido a composição geral do remédio, estaremos citando ele abaixo:

  • Cada 1 comprimido contêm 50 mg de extrato seco de Pinus pinaster.
  • Integram também amido de milho, celulose microcristalina, dióxido de silício, estearato de magnésio, crosca sódio e amidoglicolato de sódio, como os outros integrantes que completam a fórmula, como excipientes.

Posologia

A divisão para tomar o remédio Flebon, quando existe uma orientação médica eficiente, é alternada, dependendo do tratamento que o paciente está executando.

Para tomar durante o tratamento de problemas circulatórios venosos, fragilidade dos vasos e inchaço, a divisão de doses deve ser:

  • 1 comprimido de 50 mg tomado 3 vezes por dia, durante 30 a 60 dias de tratamento.

Já a utilização do remédio Flebon para a prevenção da síndrome do viajante, a dosagem recomendada é:

  • 1 comprimido de 50 mg tomado 3 vezes por dia, durante 30 a 60 dias de tratamento.

Lembrando que a dosagem pode ser mudada, dependendo do paciente e do caso que ele estiver da doença. Por isso, é essencial a passagem por um especialista, para ele fazer a recomendação médica necessária.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais em pacientes que fazem da utilização do Flebon no seu tratamento são bem raros e difíceis que acontecer. Porém, quando acontece, o mais comum é:

  • Desconforto ou leve dor estomacal durante a utilização, porém ele pode ser evitado ao tomar nos horários corretos, recomendados pelo médico, que é normalmente antes ou depois das refeições, como citado anteriormente.

Advertências e Precauções

Os pacientes que devem tomar as principais precauções, sempre lembrando que é essencial a orientação médica para essa advertência ocorrer com maior certeza, ao necessitar do Flabon para cuidar ou prevenir de alguma das doenças citadas anteriormente, principalmente a fragilidade dos vasos e surgimento inchaços nos membros inferiores do corpo humano, são:

  • Crianças, já que a utilização do Pinus pinaster nunca foi comprovada em tratamento pediátrico, e a utilização do Flebon não é recomendada.
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando, já que o extrato de Pinus pinaster é colocado como risco nível B.

Superdosagem

Não foram detectados efeitos colaterais para pessoas que tomaram dosagem acima do normal do Flebon. Caso isso acontece, é recomendado ir diretamente ao hospital com a bula e remédio em mãos.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (2 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...