Faringite


Os problemas relacionados às vias respiratórias, tais como a faringite, são bastante comuns e afetam milhares de pessoas, atingindo adultos e crianças. Estes problemas podem ser causados por fatores infecciosos ou alérgicos. A faringite é basicamente uma inflamação da faringe (ocorrendo na membrana mucosa e na parte subjacente da faringe), uma área da garganta que fica situada entre as amígdalas e a laringe. Ela pode causar diferentes sintomas e pode também ser confundida com outros problemas, tais como a laringite e amigdalite.

Causas da Faringite

Boa parte dos casos de faringite é causada por vírus, mas também existem os casos de faringite causados por bactérias. A faringite viral pode ser provocada por rhinovirus, adenovirus, EBV (Vírus Epstein-Barr), HSV (Herpes Simplex Virus), o vírus da gripe, entre outros. No caso da faringite bacteriana, o principal causador é o Streptococcus beta-hemolíticos. Este problema também pode surgir em pessoas com doenças sexualmente transmissíveis e com problemas que afetem o sistema imunológico, tais como os tumores, a infecção por HIV, a diabetes, o estresse, a fadiga e a má alimentação.

Diversos fatores externos como a poluição, a exposição à fumaça de cigarro, o tempo seco, as alergias, a exposição a componentes químicos, as infecções respiratórias crônicas, entre outros, podem também levar a um quadro de faringite.

Sintomas da Faringite

Os principais sintomas da faringite são a dor de garganta, as dores de cabeça, febre alta, coceira na garganta, irritação, voz rouca e abafada, desconforto na região da faringe, a dor de ouvido, a inflamação dos gânglios linfáticos do pescoço e esta também apresenta uma contagem elevada de glóbulos brancos no sangue. A doença pode se apresentar de forma aguda, com início rápido, curta duração, sintomas como a dificuldade de deglutir (disfagia) e mal-estar, ou pode se apresentar de forma crônica, tornando-se persistente, promovendo com dor e secura na garganta.

Os problemas de faringite ocorrem de forma mais comum no inverno, devido à baixa umidade do ar e também devido à maior quantidade de pessoas que convivem em ambientes fechados, facilitando a transmissão de vírus e de bactérias pelas vias aéreas. Os sintomas são muito parecidos tanto na faringite viral quanto na bacteriana, sendo também bastante confundidos com os sintomas de outros problemas, tais como a laringite ou a amigdalite.

Faringite Crônica

A faringite crônica é caracterizada pela inflamação da faringe de forma repetida sem uma causa infecciosa, podendo surgir em função de um grupo de processos inflamatórios da faringe e também devido a um quadro de inflamação associado com problemas imunológicos ou genéticos. Os casos de faringite crônica devem ser corretamente tratados, pois podem causar modificações irreparáveis na mucosa, nos tecidos linfoides e nos músculos da faringe.


A exposição contínua a diferentes fatores pode gerar a faringite crônica, tais como as variações constantes de temperatura, o trabalho em ambientes com baixa quantidade de umidade (com o uso de ar condicionado, por exemplo), o uso contínuo e intenso da voz (palestrantes, cantores, professores), a exposição a agentes químicos, tabagismo, ou no caso da presença de problemas de saúde, tais como a diabetes, o refluxo gástrico, a sinusite crônica, a bronquite crônica, entre muitos outros.

Faringite Estreptocócica

Como dito anteriormente, a faringite pode ser causada por vírus ou por bactérias. No caso da faringite estreptocócica, a causa da infecção está relacionada às bactérias Streptococcus pyogenes, mais conhecidas como estreptococos do grupo A. O tratamento para este tipo de faringite deve ser mais rigoroso e específico, fazendo-se uso de diversos medicamentos, incluindo-se os antibióticos.

Tratamento para a Faringite

faringite

É sempre importante se realizar, primeiramente, uma avaliação com o médico, assim que aparecerem os sintomas, para que seja feito o diagnóstico do problema de forma correta e também se identifique o tipo de faringite, sendo que esta pode ser facilmente identificada através de amostras da secreção presente dentro da garganta. Caso haja presença de bactérias do estreptococo na amostra, então, está caracterizada a faringite bacteriana e, se não houver, fica caracterizada a faringite viral.

A faringite causada por vírus é mais facilmente tratada e os sintomas da inflamação tendem a reduzir entre cinco e sete dias com o uso de medicamentos antivirais adequados. No caso da faringite bacteriana, provavelmente o tratamento irá incluir antibióticos e analgésicos que deverão sempre ser prescritos pelo médico responsável.

Existem diversos medicamentos indicados para o tratamento da faringite, entre eles, o androfloxin, azitromicina, claritromicina, eritromicina, ibuprofeno, paracetamol, entre diversos outros. Em todos os casos, é recomendado que se faça o repouso adequado, que haja um aumento da quantidade de líquidos ingeridos e também que se utilize o gargarejo com água salgada para auxiliar na limpeza da garganta e na redução da inflamação.

Remédio Caseiro

Existem diversos produtos naturais que podem ser utilizados, em conjunto com o tratamento médico, para acelerar a recuperação do paciente e também diminuir os sintomas da faringite. O mel é um alimento que pode ser consumido puro ou para adoçar bebidas, sendo excelente para aliviar a sensação de dor na garganta. Ele pode ser consumido em chás de limão ou de gengibre que também contém propriedades anti-inflamatórias.

Os gargarejos com água e sal também excelentes para limpar a garganta, assim como os gargarejos com o vinagre de maçã, que ajuda também neste processo de limpeza, além de ter propriedades antibacterianas. Para a solução de vinagre de maçã, basta misturar uma colher de sopa de vinagre em um copo de água morna. Para a solução de sal, misture três colheres de chá de sal em dois copos de água morna.

Diferença entre Faringite e Laringite

A faringite pode ser facilmente confundida com a laringite, apresentando muitos sintomas parecidos. As principais diferenças entre as duas doenças são a localização da infecção, que no caso da laringite acontece na laringe, e também na causa, já que a laringite normalmente é causada por vírus. Dentre os muitos sintomas diferentes da laringite em relação à faringite estão a presença de rouquidão da voz, pois existe a presença das cordas vocais no local da inflamação. Vale lembrar que o correto diagnóstico sempre deve ser feito por algum médico especializado.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...