Dor de dente


É unânime: quem já sentiu dor de dente sabe que é uma das piores que existem. A dor de dente incomoda muito, é bastante incisiva e deixa qualquer pessoa de cama.

Pode ser causada por uma infinidade de coisas, e os tratamentos irão variar de acordo com a origem dela. O mais importante é procurar um dentista que irá examinar a causa e indicar o melhor tratamento, combatendo o foco da dor.

Não tem idade, nem sexo, a dor de dente pode aparecer em qualquer pessoa em qualquer idade. É comum, no entanto, que a população mais carente sofra mais com esse mal por conta da falta de acesso ao dentista, consumo de alimentos ricos em açúcar e gordura, fora hábitos como fumo e bebidas alcoólicas em excesso.

Estima-se que aqui no Brasil 35% dos adolescentes sentem ou já sentiram dor de dente, enquanto que cerca de 34% dos adultos e 22% dos idosos.

A dor de dente vem da onde?

Uma das causas mais comuns da dor de dente é a cárie, que é causada por falta de higiene ou consumo em excesso de alimentos ricos em açúcar.

No entanto, existem muitas outras causas da dor de dente, que precisam ser observadas e muito bem cuidadas. São elas:


  • Dor de ouvido;
  • Sinusite;
  • Bruxismo (ato de ranger os dentes);
  • Lesões na boca, gengiva ou maxilar;
  • Sensibilidade a alimentos frios ou quentes;
  • Danificação na parte interna do dente;
  • Infecções;
  • Dores do pescoço;
  • Gengivite (inflamação na gengiva);
  • Desgaste do esmalte.

Como prevenir?

Na maioria dos casos a dor de dente é originada de maus hábitos de higiene bucal. Fazer a limpeza de forma eficiente, mantendo a boca limpa e saudável inibe a formação de inflamações e infecções.

É importante que se vá ao dentista regularmente para verificar o estado da saúde bocal e realizar limpezas e aplicação de flúor.

Utilizar fio dental para retirar os resíduos dos alimentos que ficam entre os dentes e fazer uma boa escovação, é essencial para a manutenção de uma boa saúde.

Troque sua escova a cada 3 meses e utilize enxaguantes bucais indicados pelo seu dentista. Em alguns casos é possível que o especialista aconselhe a ingestão de água fluorada com regularidade.

Sintomas da dor de dente

É, a dor de dente não é uma simples dor. Existem variações e ocasiões em que é mais incisiva. Ela normalmente aparece do nada e pode ser leve e logo depois aparecer de uma forma bem severa.

Acabam se espalhando para maxilar, cabeça, garganta e ouvido. A dor piora quando o paciente vai mastigar, ingere alimentos ou bebidas muito quentes ou muito frias.

É possível que venha acompanhada de inchaço no maxilar e ao redor dos dentes, além de sangramento nos dentes e (ou) na gengiva.

Diagnóstico

Dor de dente

Não é só com o seu relato da dor de dente que o dentista conseguirá diagnosticar o problema. Ele vai analisar todo o quadro clínico, indicando exames para identificar cáries ou fraturas dos ossos.

O dentista também examinará visualmente a boca do paciente tentando encontrar a causa da dor de dente. Após feito o diagnóstico ele irá indicar o tratamento mais eficaz para o seu problema.

Tratamento convencional

Assim que a dor de dente aparecer e o paciente tiver ido a um dentista é possível que ele seja indicado a utilizar alguns medicamentos para o alívio da dor e o tratamento da sua origem, normalmente é através de anti-inflamatórios, antibióticos e analgésicos para aliviar a dor.

Caso a dor de dente tenha origem como a cárie, por exemplo, ela precisará ser retirada através da obturação. Se for a polpa do dente a infectada, ela precisará ser desvitalizada – a polpa é retirada e o espaço será preenchido com pasta e chumbo.

Em alguns casos o dente não tem mais jeito e precisará ser retirado. Mas tudo irá depender da avaliação do dentista junto com o resultado dos exames.

Uma forma eficiente e natural para aliviar a dor e combater inflamações e infecções é utilizar água e sal. Bochechar com água morna e sal de 4 a 5 vezes por dia inibirá inchaços, dores e outros problemas causados por infecções e inflamações.

Plantas medicinais para tratar dor de dente

Hoje em dia a utilização de produtos naturais na medicina tem se tornado cada vez mais frequentes. As plantas medicinais já são utilizadas há muito tempo e continuam fazendo efeito.

Para o tratamento da dor de dente existem várias plantas que são eficazes e muitas vezes mais eficientes que remédios industrializados.

Listamos abaixo algumas delas que já tem sido utilizadas:

  • Chá de pitanga: Pode ser consumido 3 vezes por dia;
  • Hortelã: A planta poderá ser utilizada junto com um algodão na área de dor;
  • Óleo de cravo da índia: Nesse caso é necessário que o dentista esteja ciente e indique o melhor tratamento. Utilizar esse óleo em uma dosagem errada pode causar envenenamento;
  • Alho amassado: Por mais que o gosto seja desagradável e forte, colocar o alho no local do dente dolorido aliviará a dor;
  • Malva: Precisa ser colocada no dente doente.

É muito importante que em todos esses casos o dentista seja consultado sobre a melhor forma de uso dessas plantas. Assim como no caso do óleo de cravo da índia, algumas plantas podem causar efeitos colaterais ou até mesmo acentuar a dor de dente.

Complicações da dor de dente

É muito importante que a dor de dente não seja ignorada. Muitas vezes você irá comprar um medicamento na farmácia que irá aliviar a sua dor, mas o motivo do problema não será tratado e poderá a se complicar.

A dor de dente é sempre o resultado de alguma complicação, é importante investigar, fazer exames e verificar bem o problema. Em algumas situações pode ser resultado de tratamento por quimio ou radioterapia.

É possível até que a dor seja causada por um tumor. Então é importante que você verifique as causas da sua dor de dente imediatamente. Quanto mais cedo o diagnóstico mais rápido e mais eficiente o tratamento.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (5 votes, average: 4,60 out of 5)
Loading...