Colite: O que causa essa inflamação?


A colite é uma inflamação que ocorre no intestino grosso (ou cólon). Ela pode ser causada por um vírus, por bactérias, pela ingestão de alguns medicamentos e também pela intoxicação alimentar. A colite causa desconfortos como dor abdominal e sangramentos.

A doença é muito comum hoje em dia, principalmente no Brasil. Estima-se que mais de 20% dos brasileiros já tiveram os sintomas da colite nervosa. No entanto, os sintomas muitas vezes não são levados tão a serio quanto deveriam.

O uso de medicamentos por conta própria podem aliviar alguns sintomas da doença, mas não irão combater as causas da doença. Isso poderá prejudicar e aumentar a voracidade do problema.

Existem vários tipos da doença, que irão variar de acordo com a gravidade do problema. Basicamente ela pode ser aguda ou crônica. Pode ser resolvida facilmente ou pode ser diagnosticada para um tratamento mais longo e incisivo.

Relacionamos abaixo as diferentes formas da colite, que muitas vezes ganha um outro nome:

Colite por CMV (essa inflamação ocorre por meio de uma infecção viral)

Ela é causada pelo citomegalovírus, infectando a região do cólon. Além do vírus, a relação sexual também pode causar esse problema, como urina, saliva, gotículas respiratórias e transfusões de sangue.


Colite ulcerativa

Acontece quando é a parte mais superficial do cólon que é afetada. Ocorre então uma diarreia constante, que normalmente vem acompanhada de sangue.

Doença de Crohn (Enterite regional)

É uma inflamação séria do trato gastrointestinal que contamina a parte inferior do intestino delgado e do cólon. É um tipo crônico e é ocasionado por uma desregulação do sistema imunológico do organismo.

Colite Isquêmica

Ocorro no lado esquerdo do cólon e causa dor abdominal, diarreia e sangramento no intestino.

Enterocolite

Nesse caso a colite pode ser causada também por uma infecção bacteriana ou viral, quanto por infestação de medicamentos ou intoxicação alimentar.

Colite pseudomembranosa

Esse tipo de colite é uma inflamação do cólon que aparece quando algumas substâncias transportam a bactéria Clostridium difficile, que lesionará o intestino grosso através da sua toxina. Ela causa diarreia e placas brancas no interior do cólon.

Quais são os sintomas?

Em todos os tipos da doença podem acontecer sangramentos pelo ânus, que é chamado de rectorragia. Esse é normalmente o primeiro sintoma da doença. Pode acontecer sozinha ou acompanhada de outros sintomas.

Outro sintoma é a diarreia com pus, sangue e muco, vontade de evacuar frequente e dor abdominal. Nos casos agudos da colite pode aparecer febre, emagrecimento, anemia e dores articulares.

Também pode ocorrer desidratação, sonolência e o aumento de flatulências.

Diagnóstico

colite

Caso note o aparecimento dos sintomas mencionados acima é essencial que o médico seja procurado. O médico especializado nesse tipo de problema é o gastroenterologista, um especialista em trato intestinal.

Além do conhecimento sobre os sintomas que você está sentindo, o médico irá fazer algumas perguntas específicas e irá solicitar um exame físico. Após isso, será necessário ser submetido a exames de sangue, urina e fezes.

Mesmo com os resultados dos exames é possível que o médico ainda ache necessário a realização de exames de imagem. É comum que se solicite uma tomografia computadorizada e colonoscopia, que colaboram para a visualização da inflamação no cólon.

Complicações da colite

A colite se não tratada, ou se diagnosticada tarde, pode se transformar em câncer do cólon. Por isso é muito importante que o paciente vá até ao médico investigar caso os sintomas apareçam.

Tratamento

Como existem vários tipos da doença, o tratamento irá variar de acordo com a causa.

De início o tratamento é feito para estabilizar os sinais vitais do portador e controlar a dor causada pela doença. Também é necessário fazer a hidratação, que é feita oralmente, mas nos casos mais graves precisa ser feita de forma intravenosa.

A forma de tratamento da colite se dá através de medicamentos, em casos diferenciados é possível que o paciente seja submetido a intervenções cirúrgicas. Para isso é preciso que o médico entenda todos os sintomas e que os exames sejam todos realizados.

O medicamento mais comum para a colite é o Digestil em comprimidos. No entanto, é importante que o paciente não faça uso do medicamento por conta própria. Só o especialista poderá dizer a dosagem do medicamento e por quanto tempo precisará utilizar.

E se precisar de cirurgia?

Os casos de cirurgia são onde a colite sofre algum tipo de complicações. Existem duas formas de fazer a cirurgia: pode ser de forma programada, ou em casos de emergência onde a cirurgia precisará ser feita imediatamente.

Nos casos de cirurgia feita de forma emergencial, ela pode ser realizada de duas formas diferentes: Pode ser feita tanto para a remoção do cólon quanto para a remoção do reto.

No caso de cirurgia programada, no entanto, ela provavelmente será para a remoção de todo o cólon e o reto. Além disso, ela servirá para a construção de uma bolsa diretamente ligada ao ânus, que servirá de reservatório.

Com essa cirurgia o paciente poderá evacuar sem problemas e sem a necessidade de uma ostomia definitiva (ou saco).

A maioria dos pacientes submetidos a essa operação se recuperam. Em alguns casos, porém, pode haver inflamação da bolsa com diarreia e imperiosidade defecatória.

Dá para prevenir?

Existem vários tipos de colite, que são ocasionados por fatores diversos. Por conta disso é difícil uma prevenção específica para a colite. O que é recomendado é o cultivo de hábitos saudáveis. É importante que haja uma boa alimentação, ingestão abundante de água e a prática de exercícios físicos regularmente.

Existem outras formas de prevenção do problema, ou dos sintomas causados pela doença. Evitar comer alimentos como feijão, cebola, couve ou brócolis, evitará inflamação. Também é importante comer devagar, mastigando bem o alimento e não pular nenhuma refeição.

Evitar hábitos como o uso de cigarro e o consumo excessivo de bebidas alcóolicas também é importante e ajudará não só na prevenção da colite como também irão ajudar a conviver com o problema. É importante que as pessoas que possuam a doença sigam também essas recomendações.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...