Colesterol HDL: O colesterol também pode ser bom!


Muita gente anda preocupada com o nível de colesterol do corpo. Tentam dietas, evitam gorduras, fazem exercício, tudo por causa do medo excessivo do temido exame que diz o nível de colesterol que está presente no organismo. O que talvez você ainda não saiba é que existe um tipo, o colesterol HDL, que é muito benéfico no corpo.

Mas o que vem a ser de fato o colesterol? A gente acaba falando muito disso sem saber qual é a sua função e como ele é de verdade. O colesterol é uma substância gordurosa que está presente em todas as células do nosso corpo.

Ele é importante na formação das membranas celulares, para a síntese dos hormônios, ajuda na digestão dos alimentos gordurosos, auxilia a produção de bile e a formação da substância que cobre os nossos nervos (mielina) e também é importante no processo de metabolização de algumas vitaminas, como a Vitamina A, D, E e K.

Existem duas origens para o colesterol no nosso corpo:

  • Origem endógena: Quando o próprio organismo faz a produção do colesterol (o que representa 75% do colesterol presente no corpo humano);
  • Origem exógena: Quando o colesterol é adquirido através dos alimentos que são consumidos no nosso dia a dia (o que representa 25% do colesterol presente no corpo humano).

Colesterol bom X colesterol ruim

Por ser uma substância gordurosa o colesterol HDL não é dissolvido pelo sangue. Compara-se a colocar óleo em uma vasilha com água. Assim como água e óleo não se misturam, o colesterol HDL não se mistura com o nosso sangue.


Então, para viajar pelo nosso corpo ele necessita de agentes transportadores que o encaminhem entre os vasos circulatórios. São as lipoproteínas (que são produzidas pelo fígado) que trabalham na transportação no colesterol.

Existem três tipos de lipoproteínas que tem essa função:

  • VLDL (Very low-density lipoprotein);
  • LDL (Low-density lipoprotein);

Obs: Dentro da LDL encontra-se o IDL, que é um colesterol semelhante. Quando o LDL é dosado, na verdade está sendo dosado o LDL + IDL.

  • HDL (High-density lipoprotein).

Colesterol HDL

Enquanto que o LDL transporta colesterol e um pouco de triglicerídeos do sangue para os tecidos, e o VLDL transporta triglicerídeos e um pouco de colesterol também para os tecidos. O HDL faz exatamente o inverso, e está aí o motivo dele ter efeito benéfico para o nosso corpo.

O colesterol HDL retira o colesterol dos tecidos e transfere para o fígado, devolvendo-os, para que sejam excretados nos intestinos. Ele retira o excesso do colesterol do nosso corpo, o que influi em ações positivas para a nossa saúde. É por causa disso que o colesterol HDL é considerado o colesterol bom.

São os níveis de colesterol que vão ditar a quantidade de lipoproteínas que serão produzidas pelo corpo. Se você consome muita gordura saturada e gordura trans, haverá maior produção de LDL. Mas se você consumir gorduras insaturadas, aí seu organismo produzirá o HDL.

Quando se faz a dosagem dessas três substâncias (LDL, HDL e VLDL) a quantidade e qualidade do colesterol no corpo podem ser avaliadas. O nome do exame laboratorial feito para isso é lipidograma.

O colesterol HDL alto faz mal?

De forma alguma! O nível de colesterol HDL alto no corpo ajuda a prevenir doenças sérias. Ele age como um protetor, evitando doenças cardíacas e a aterosclerose. Ele será benéfico principalmente se enquanto estiver alto o nível de LDL estiver baixo.

Aterosclerose

A aterosclerose acontece quando o paciente possui os níveis de VLDV e de LDL muito elevados. Nesse caso o nível de colesterol ruim no corpo humano é superior ao necessário, e acúmulo causa problemas graves.

Quando existe mais colesterol do que precisa, ainda mais sendo o maléfico, os transportadores não encontrarão nenhum tecido que necessita de colesterol e acabam depositando ele nas paredes dos vasos sanguíneos.

Isso causa um acúmulo de gordura dentro dos vasos, deixando apenas um pequeno espaço para a circulação do sangue. Isso diminui a distribuição de oxigênio e de nutrientes necessários para o bom funcionamento dos tecidos.

A circulação é prejudicada e se acontecer nas artérias do coração (coronárias), por exemplo, pode levar ao infarto. Já se esse acúmulo de gordura acontecer nos vasos cerebrais, o risco é de causar um acidente vascular cerebral.

Os riscos do nível baixo do colesterol HDL

Você precisa se preocupar é se o nível do seu colesterol bom estiver baixo. Nesse caso você estará exposto a problemas já mencionados, como a aterosclerose. Não existem sintomas desagradáveis nesse caso, por isso é preciso ficar atento aos fatores de risco e fazer exames regulares.

Existe a possibilidade de ter o colesterol HDL baixo por causa de alguns fatores genéticos, por influência de algum problema na tireoide, por uma má alimentação (comer excessivamente alimentos ricos em açúcar e gordura), por causa do sedentarismo, o pelo acúmulo de gordura no abdômen.

Outros fatores influenciam na baixa do colesterol bom, são eles: ser fumante, consumir medicamentos que alteram a produção e o funcionamento dos hormônios, ter os triglicerídeos altos e fazer algum tipo de dieta que seja pobre em gordura.

Os ricos de se manter um nível baixo de colesterol bom no corpo são muitos, ele aumenta a chance de doenças, como:

  • Trombose venosa profunda;
  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Doenças arteriais.

Como manter o nível alto do colesterol bom?

É preciso tomar bastante cuidado para que o nível de colesterol HDL não fique baixo, como já mencionamos a cima, os ricos de algumas doenças graves, aumenta muito por causa disso. Apesar da maior parte do colesterol ser produzida pelo próprio organismo (75%), existem formas de auxiliar nessa produção também.

alimentos com colesterol bom

Manter um peso ideal, não ser fumante e ter o hábito de uma alimentação saudável (evitando o excesso de alimentos ricos em gorduras trans e açúcar e aumentando o consumo de alimentos ricos em fonte de Ômega3, 6 e 9, como salmão, atum e sardinha, pelo menos 3 vezes por semana) ajudam muito.

Outro fator importante é a prática de exercícios físicos pelo menos 3 vezes na semana. A prática de atividades físicas vai ajudar o sistema cardiovascular a consumir as reservas de gordura do corpo e a gordura que pode estar bloqueando a circulação sanguínea, por conta do que é consumido.

Obs: Consumir bebida alcóolica, de forma controlada, também ajuda a manter um nível bom do colesterol HDL.

Analise abaixo os níveis que são benéficos para o corpo e os que podem ser prejudiciais:

HDL (Lipoproteínas de alta densidade)

  • Menor que 40 mg/dL – Baixo (ruim);
  • Entre 41 e 60 mg/dL – Normal;
  • Maior que 60 mg/dL – Alto (ótimo).

Tendo os cuidados que mencionamos nesse artigo, com certeza o seu nível de colesterol bom estará na margem tida como ótima. Seguindo a boa alimentação, a prática de exercícios e evitando o fumo, por exemplo, você conseguirá manter um nível de vida saudável, com hábitos que te ajudarão a manter seu colesterol HDL sempre alto.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (22 votes, average: 4,23 out of 5)
Loading...