Cloridrato de Ciclobenzaprina


Os espasmos musculares podem provocar dores agudar, trazendo um grande desconforto para o paciente. No entanto, para esse tipo de problema podemos contar com Cloridrato de ciclobenzaprina.

Então, para saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve o Cloridrato de Ciclobenzaprina

Cloridrato de ciclobenzaprina é um medicamento que serve para o tratamento de espasmos musculares que são associados a dores agudas e musculo esquelética, tal como torcicolos, lombalgias, fibromialgia entre outras.

Também é indicado como um coadjuvante em demais medidas de alívio de sintomas, como repouso e fisioterapia.

Como funciona o Cloridrato de Ciclobenzaprina

Cloridrato de ciclobenzaprina é basicamente um relaxante muscular que atua suprimindo o espasmo local sem causar interferência na função do músculo.

Visto que normalmente os espasmos musculares agudos e dolorosos tendem a ser de curta duração, o uso de Cloridrato de ciclobenzaprina por tempo problongado (mais do que 2 ou 3 semanas) só deve ser feito com acompanhamento médico.


O início da ação terapêutica desse medicamento é de aproximadamente 1h após a administração.

Como usar o Cloridrato de Ciclobenzaprina

Cloridrato de Ciclobenzaprina Bula

Cloridrato de ciclobenzaprina é um produto de uso oral e adulto e que se apresenta na forma de comprimidos revestidos que podem ser de 5mg ou 10mg da substância.

A posologia recomendada é de 20mg a 40mg de Cloridrato de ciclobenzaprina divididos de 2 a 4 adomostrações por dia, ou seja, 1 comprimido a cada 6h ou 12h.

A dose diária máxima é de 60mg de Cloridrato de ciclobenzaprina e a duração do tratamento não deve exceder duas ou três semanas.

Sempre siga as orientações dadas pelo médico a respeito dos horários, doses e duração do tratamento. Não suspenda o tratamento sem o conhecimento do médico.

Cloridrato de ciclobenzaprina não deve ser mastigado, partido ou aberto.

Contraindicação do Cloridrato de Ciclobenzaprina

Esse medicamento não deve ser utilizado por pacientes que apresentem hipersensibilidade a Cloridrato de ciclobenzaprina ou quaisquer outros componentes de sua fórmula.

Ele também é contraindicado para pacientes com glaucoma, retenção urinária, que utilizem inibidores de MAO, que estejam em fase agudos pós-infarto do miocárdio, bem coo naqueles pacientes com arritmia cardíaca, alteração de conduta, bloqueio cardíaco, hipertireoidismo e  insuficiência cardíaca congestiva.

Essa substância não deve ser administrada em mulheres grávidas sem que haja orientação de um médico ou cirurgiã-dentista.

Efeitos colaterais do Cloridrato de Ciclobenzaprina

Ainda não se tem conhecimento a respeito da frequência ou intensidade das reações adversas, porém, as mais frequentes são:

  • Boca seca
  • Sonolência
  • Vertigem

As demais reações adversas, que foram relatadas pro 1% a 3% dos pacientes que fizeram uso desse medicamento, foram:

  • Debilidade
  • Fadiga
  • Náuseas
  • Astenia
  • Dispepsia
  • Constipação
  • Sabor desagradável
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Visão borrada
  • Confusão
  • Nervosismo

Em menos de 1% dos pacientes que utilizaram esse medicamento as reações foram mal estar e síncope.

Distúrbios gastrintestinais e digestivos: anorexia, dor gastrintestinal, palpitação, hipotensão, diarreia, gastrite, vômitos, edema na língua, flatulência, alteração da função hepática,hepatite, icterícia e colestase.

Distúrbios cardiovasculares: prurido, anafilaxia, engioedema, edema facial, rash e urticária.

Distúrbios musculoesqueléticos: rigidez muscular.

Distúrbios do sistema nervoso e psiquiátricos: vertigem, ataxia, disartria, hipertonia, tremores, alucinações, convulsões, insônia, depressão, agitação, ansiedade, diplopia e parestesia.

Distúrbios de pele: sudorese

Distúrbios urogenitais: aumento da frequência urinária ou retenção urinária.

Informe ao seu médico sobre o aparecimento de qualquer uma dessas reações adversas decorrentes do uso do cloridrato de ciclobenzaprina. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Superdosagem

No caso da ingestão de altas doses de cloridrato de ciclobenzaprina, podem surgir reações indesejáveis, tais como: confusão temporária, alucinação visual temporária, distúrbios de concentração, agitação, vômitos, reflexos hiperativos, hiperpirexia e rigidez matinal, assim como todos os outros itens descritos nas reações adversas.

Caso use uma grande quantidade dessa substância, procure o socorro médico imediatamente, levando consigo a bula ou a embalagem desse produto. Para mais orientações ligue para 0800 722 6001.

Composição do Cloridrato de Ciclobenzaprina

Cloridrato de ciclobenzaprina é um medicamento de uso adulto, via oral.

Comprimidos revestidos de 5mg em embalagens com 15 ou 30 unidades.

Comprimidos revestidos de 10mg em embalagens com 15 ou 30 unidades.

 

Cada comprimido revestido de Cloridrato de ciclobenzaprina contém:

cloridrato de ciclobenzaprina……….5 mg*

excipientes q.s.p. …………………..1 comprimido (celulose microcristalina, fosfato tricálcico, croscarmelose sódica, lactose, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio e óxido férrico amarelo)

* Cada 5,0 mg de cloridrato de ciclobenzaprina equivalem a 4,415 mg de ciclobenzaprina base.

 

Cada comprimido revestido de Cloridrato de ciclobenzaprina contém:

cloridrato de ciclobenzaprina…………10 mg**

excipientes q.s.p. …………………… 1 comprimido (celulose microcristalina, fosfato tricálcico, croscarmelose sódica, lactose, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio e óxido férrico amarelo)

** Cada 10,0 mg de cloridrato de ciclobenzaprina equivalem a 8,83 mg de ciclobenzaprina base.

Precauções

Visto que o cloridrato de ciclobenzaprina tem uma estrutura relacionada com os antidepressivos tricíclicos, o uso concomitante dessas substâncias pode gerar reações sérias no sistema nervoso central.

Deve ser utilizado com cuidado em pacientes com glaucoma de ângulo fechado, retenção urinária, pressão intraocular e em tratamento com anticolinérgicos, visto sua ação atropínica.

Por isso também não é recomendado para pacientes com hipertrofia prostática ou antecedentes de taquicardia, que devem ser cuidadosamente avaliados antes e durante o tratamento.

Da mesma forma a cloridrato de ciclobenzaprina não é recomendada para pacientes em recuperação de um infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca, coma arritmias cardíacas, bloqueis cardíaco ou insuficiência congestiva.

Pode haver um aumento das arritmias em pacientes com hipertireoidismo.

Pode haver um comprometimento na capacidade de operar máquinas ou dirigir veículos e o paciente deve ser alertado sobre isso.

Uso pediátrico

Ainda não foi determinada a segurança nem a eficácia do uso de cloridrato de ciclobenzaprina em pacientes crianças e adolescentes com menos de 15 anos de idade.

Idosos

Não existem informações sobre esse produto, no entanto, é sabido que pacientes em idade geriátrica costumam apresentar maior sensibilidade a agentes antimuscarínicos e têm maior probabilidade de apresentar reações indesejáveis aos antidepressivos tricíclicos, que tem relação estrutural com essa substância.

Odontologia

É possível que os efeitos antimuscarínicos inibam o fluxo salivar, favorecendo o surgimento de cáries, candidíase oral, doenças periodontais e mal estar.

Gravidez e amamentação

Estudos em coelhos, ratazanas e camundongos, com doses mais elevadas do que para os humanos, não mostraram evidências de quaisquer alterações na fertilidade ou danos ao feto decorrentes do uso de cloridrato de ciclobenzaprina.

No entanto, ainda faltam estudos controlados e adequados realizados em mulheres gravidas. Então, visto que nem sempre os estudos clínicos em animais reproduzem os efeitos em humanos, o uso desse produto em mulheres grávidas é desaconselhável.

Esse produto não deve ser utilizado por gravidas ou lactantes sem que haja orientação médica.

Não se sabe se esse princípio ativo é excretado pelo leite materno. No entanto, como já foi dito, essa substância tem relação estrutural com os antidepressivos tricíclicos e algum deles são excretados através do leite. Por isso, alguns cuidados especiais devem ser tomados com essas pacientes.

Sempre informe ao médico ou cirurgião-dentista caso esteja fazendo uso de outros medicamentos ou possua histórico de doenças.

Esse medicamento não deve ser utilizado sem conhecimento médico visto que pode trazer riscos à saúde.

Interação do Cloridrato de Ciclobenzaprina com outros remédios

O uso de cloridrato de ciclobenzaprina pode aumentar os efeitos dos barbitúricos, álcool e outros depressores do sistema nervoso central.

Pode haver um bloqueio na ação antihipertensiva da guantidina e seus semelhantes com o uso de antidepressivos tricíclicos.

Pode haver um aumento na ação de antimuscarínicos e antidiscinéticos, causando problemas de íleo paralítico e gastrintestinais.

A fim de evitar reações indesejáveis, é preciso suspender o tratamento com inibidores de monoaminoxidase até 14 dias antes da administração de cloridrato de ciclobenzaprina .

Até o momento não existem indicativos de interferência em exames laboratoriais decorrentes do uso de Cloridrato de ciclobenzaprina.

Cloridrato de Ciclobenzaprina Preço

Para comprar esse medicamento é necessária apresentação de receita branca comum e o seu preço pode variar de acordo com a concentração da substância e quantidade de comprimidos, bem como com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra.

Na internet os preços encontrados são bem variados, como você pode conferir a seguir.

A embalagem com 15 comprimidos de cloridrato de ciclobenzaprina 5mg pode ser encontrada por preços entre R$ 10 e R$ 14 reais. Já a embalagem com 30 comprimidos de cloridrato de ciclobenzaprina também de 5mg pode ser encontrada por preços entre R$ 20 e R$ 27 reais.

A embalagem com 15 comprimidos de cloridrato de ciclobenzaprina 10mg pode ser encontrada por preços entre R$ 12 e R$ 16 reais enquanto embalagem com 30 comprimidos de cloridrato de ciclobenzaprina também de 10mg pode ser encontrada por preços entre R$ 24 e R$ 29 reais.

Cloridrato de Ciclobenzaprina Genérico

Cloridrato de ciclobenzaprina jpa é o nome do princípio ativo do medicamento e não um nome comercial. Portanto, para comprar o genérico desse medicamento basta falar com o farmacêutico e solicitar pelo nome as substância, conferindo sempre se a concentração está de acordo com o prescrito.

Pergunta dos leitores

Cloridrato de Ciclobenzaprina da sono?

Sim, um dos efeitos desse medicamento é a sonolência e por isso é desaconselhável a realização de atividades que necessitem de agilidade mental, tal como operar máquinas e dirigir veículos.

Cloridrato de Ciclobenzaprina engorda?

Não existe qualquer menção na bula relacionada ao aumento de peso ou aumento do apetite decorrentes do uso de cloridrato de ciclobenzaprina. No entanto uma das reações indesejáveis é a retenção de líquidos, o que pode representar um aumento de peso na balança, as não significa que o paciente engordou.

Quais os nomes comerciais de Cloridrato de Ciclobenzaprina?

Existem muitos laboratórios que produzem esse medicamento e ele pode ser encontrado sob os nomes de:

  • Miosan – Aspen
  • Mirtax – Aché
  • Musculare – Eurofarma
  • Cizax – Mantecorp
  • Mitrul – Zodiac

Existem outros mas o mais aconselhável é sempre procurar a orientação de um médico ou farmacêutico para escolher a melhor opção.

Cloridrato de Ciclobenzaprina é um anti-inflamatório?

Cloridrato de ciclobenzaprina é um relaxante muscular.

Cloridrato de Ciclobenzaprina causa dependência?

Até o momento não existem relatos de reações de dependência com sintomas gerados pela interrupção abrupta do tratamento. No entanto, depois de uma utilização por tempo prolongado, podem ocorrer náuseas, mal estar e dor de cabeça, que não são sinais de adição.

 

Pronto, agora você já sabe mais sobre o Cloridrato de ciclobenzaprina, como ele age, para que serve e como funciona.

 


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...