Clifemin


A maturidade feminina é uma fase marcada por diversas mudanças hormonais significativas que, mais do que mudanças físicas, promovem desconforto, tais como suores, ondas de calor, alterações de humor e etc. Justamente por isso que muitas mulheres realizam um tratamento de reposição hormonal com Clifemin.

O fato é que realmente essa não é uma fase fácil, porém, com o tratamento adequado ela pode ficar um pouco mais tranquila.

Então, para saber um pouco mais sobre Clifemin, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele. Vamos lá?!

Para que serve o Clifemin (indicação)

Clifemin é um medicamento indicado para tratar os sintomas tanto da pré como da pós menopausa, tais como o rubor, suor ex excesso, ondas de calor, palpitações e alterações do sono e de humor.

Como funciona o Clifemin (principio ativo)

clifemin

O princípio ativo desse medicamento é a Cimicífuga racemosa, que é o nome científico dado a uma planta também conhecida como erva-de-são-cristovão.


Sendo assim, Clifemin é um dos fitoterápicos mais eficientes nos tratamentos da menopausa, sendo como uma espécie de estrogênio, que é um hormônio essencial para o organismo feminino e que normalmente tem uma baixa de seus níveis durante esse período.

Como usar o Clifemin

Clifemin é um medicamento de uso oral e adulto

Modo de usar

Os comprimidos de Clifemin deve ser administrados inteiros, sem mastigar e, se preciso, com uma boa quantidade de líquido para que seja deglutido.

Posologia

O paciente deve ingerir apenas um comprimido de Clifemin, por via oral, uma vez ao dia.

Vale lembrar que o recomendado é que a dose diária não ultrapasse um comprimido.

Nos casos de tratamentos de reposição hormonal, o mais indicado é que a paciente procure o seu médico a cada seis meses, para seguir o tratamento.

A sua utilização é exclusivamente oral. Assim sendo, o uso de Clifemin por outras vias que não a oral pode causar a perda do efeito desejado e esperado e até mesmo promover danos para quem o utiliza.

É fundamental que o paciente siga corretamente as indicações do médico, respeitando sempre as doses indicada, os horários de administração e a duração do tratamento.

Não suspenda o tratamento com Clifemin sem o conhecimento do seu médico.

O comprimido de Clifemin não deve ser mastigado, partido ou aberto.

O que fazer quando esquecer de usar o medicamento?

Caso o paciente esqueça de ingerir a sua dose de Clifemin, pode retomar a posologia que foi prescrita sem que seja necessário realizar a suplementação.

Caso haja dúvida, procure a orientação de um farmacêutico, médico ou cirurgião-dentista.

Efeitos colaterais do Clifemin

Clifemin pode causar algumas reações adversas, tais como distúrbios gastrintestinais, peso nas pernas, dores de cabeça e tontura.

O paciente que fizer uso do extrato de cimicífuga, princípio ativo de Clifemin precisa estar atento para o aparecimento de sinais ou sintomas que possam sugerir deficiência do fígado, tais como perda de apetite, cansaço, pele e olhos amarelados, dor forte na parte superior do estômago com vômitos e náuseas e também a urina escurecida.

Caso esses sintomas apareça, é preciso procurar por assistência médica imediatamente e, até o atendimento, suspender o uso de Clifemin.

Tal como para qualquer tratamento de reposição hormonal é fundamental manter uma periodicidade nas avaliações médicas, sendo o recomendado a cada seis meses.

O aparecimento de quaisquer efeitos adversos deve ser imediatamente comunicado ao médico para uma avaliação precisa.

Você também deve informar à empresa sobre possíveis reações adversas.

Precauções

Existe um relato de hepatite necrosante acontecido após a administração de um produto que também tinha como base a cimicífuga depois de uma semana, Sendo assim, esse medicamento precisa ser administrado com cautela e pacientes que sofram de insuficiência hepática grave.

Os pacientes alérgicos aos salicilatos também precisam ter cuidado ou utilizar Clifemin visto que os produtos feitos à base de cimicífuga podem conter pequenas quantidades de ácido salicílico.

Caso haja hipersensibilidade à esse produto, o recomendado é que o tratamento seja descontinuado sendo necessário que o paciente informe ao seu médico.

Pode haver também algum distúrbio no que diz respeito a intensidade frequência da menstruação, bem como o aparecimento ou persistência de sintomas. Caso isso aconteça, é recomendado procurar por orientação médica visto que os mesmos podem estar relacionados a distúrbios que precisam de diagnóstico.

Esse medicamento deve sempre ser preservado em temperatura ambiente, entre 15º e 30º, ao abrigo da luz e umidade. Guarde sempre esse medicamento em sua embalagem original.

Não faça uso do medicamento caso esteja fora do prazo de validade ou apresente alterações nas suas características físicas.

Populações especiais

O uso desse medicamento deve ser evitado por lactantes e crianças menores de 12 anos devido a uma falta de estudos disponíveis. Também não é indicado durante a gravidez sem que haja recomendação médica visto que pode trazer riscos à saúde.

Superdosagem

Na literatura não existem relatos de qualquer tipo de intoxicação causada por superdosagem.

No entanto, podem ocorrer sintomas tais como vertigem, dor de cabeça, vômito, náusea, hipotensão e disfunções visuais.

Caso ocorra a superdosagem, é preciso suspender o uso e procurar a orientação de um médico imediatamente.

se uma grande quantidade de Clifemin for ingerida, é preciso procurar o socorro médico rapidamente, levando consigo a embalagem ou a bula do medicamento, se for possível.

Para mais orientações, ligue para 0800 722 6001.

Qual o preço do Clifemin e aonde comprar mais barato

Clifemin são comprimidos revestidos à base de extrato seco de rizomas de Actaea recemosa 160mg. A sua embalagem pode trazer 15 ou 30 comprimidos cada.

Para compra-lo é preciso apresentar uma receita branca comum.

O seu preço pode variar bastante de acordo com a região do país na qual você se encontra ou até mesmo de acordo com a farmácia escolhida.

Sendo assim, a caixa de Clifemin com 30 comprimidos pode ser encontrada com preço entre R$ 67 e R$ 84.

Já na caixa com 15 comprimidos o preço pode variar de R$ 37 a R$ 44.

Uma boa alternativa é procurar na internet para encontrar o melhor preço disponível.

Clifemin Genérico

Clifemin possui um medicamento genérico que se chama Mencirax. No entanto, é possível conversar com o seu farmacêutico e procurar pelo princípio ativo de sua fórmula, que é o extrato seco de Actaea racemosa, ou cimicífuga racemosa.

Pergunta dos leitores

Clifemin é hormônio?

Clifemin atua como um estrogênio no organismo feminino, o que é fundamental para as mulheres que necessitam de reposição hormonal.

Além disso, a raiz dessa planta contém isoflavona chamada de formononetina que age de forma similar a um hormônio feminino no organismo.

Clifemin engorda ou emagrece?

Não existem indícios que comprovem que o uso desse medicamento faça engordar ou emagrecer.

Porém, é importante ressaltar que o que normalmente leva às alterações de peso são os hormônios desregulados.

Por isso, é importante fazer a reposição e, junto a isso, levar uma vida saudável.

Pronto, agora você já sabe tudo o que precisava saber sobre Clifemin.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (7 votes, average: 3,00 out of 5)
Loading...