Candidíase Masculina – Como Tratar e Previnir


Embora a candidíase aconteça mais frequentemente com as mulheres, também acontece a candidíase masculina e da mesma maneira, deve ser tratada o quanto antes. Nesse artigo vamos aprender um pouco mais sobre a candidíase masculina, veremos: quais causas, como identificar a candidíase peniana, quais os sintomas, como tratar e se prevenir dessa infecção com eficácia.

O que é candidíase?

Também conhecida como monolíase a Candidiase é uma infecção causada por fungos chamados de Candida, geralmente da espécie Candida albicans, que atinge principalmente a região genital e oral.

Candida albicans é fungo vive sem causar problemas no corpo humano, ele está dentre os muito organismo que existem no aparelho digestivo e na boca. Em condições normais, ele não causa nenhum efeito prejudicial a saúde.

Os problemas com o fungo Candida aparecem quando ele  encontra um ambiente propício com umidade e calor para sua reprodução. Candida albicans então se multiplica provocando um quadro infeccioso chamado Candidíase.

Sua proliferação está ligada ao:

  • Uso excessivo de antibióticos
  • Sistema imunológico debilitado
  • Uso de corticoides e imunossupressores
  • Alergias
  • Uso de fraldas em bebês ou idosos
  • E ao HPV (papiloma vírus)
  • Usar roupas molhadas em ambientes muito quente

O que é Candidíase Masculina?

A candidíase masculina é uma doença causada pelo fungo Candida Albicans,  ela provoca inflamação na glande (cabeça do pênis ) ou no prepúcio pele que recobre a glande.

Segundo estudos, a candidíase afeta cerca 75% da população feminina, porém ela não é uma doença exclusiva das mulheres. A candidíase no homem é comum e pode ser resultado de má higiene e secreção no local. Ela pode acontecer em qualquer idade e sexo.

Candidíase masculina é uma DST?

Apesar de não ser considerada uma doença sexualmente transmissível, ela pode ser transmitida através de relações sexuais, onde o homem pode ser contaminado durante o contato íntimo, sem preservativo, com um parceira(o) infectado com o fungo Candida Albicans.

Candidíase masculina não é uma doença sexualmente transmissível (DST), pois ela também pode acontecer em bebês, crianças e com pessoas que nunca mantiveram relações sexuais. Como já comentado no tópico  – O que é candidíase? – a proliferação da doença se dá por vários motivos.

Como identificar a candidíase no homem

Quando ela ocorre no homem, é chamada de candidíase masculina ou candidíase peniana. A doença manifesta coceira, dor e vermelhidão no pênis,  em alguns casos a candidíase genital masculina pode ou não provocar sintomas evidentes.

Causas da candidíase masculina

A Candida no pênis, em sua maioria pode ser causada durante o ato sexual, nesses casos isso acontece quando o parceiro (a) possui uma superabundância do fungo. Então a Candida migra para o pênis  e o organismo não consegue controlar a proliferação dos fungos que já vivem na pele provocando assim candidíase masculina.

Porém grande maioria dos casos, a candidíase não é transmitida através de outras pessoas. O que vai definir o desenvolvimento da candidíase no homem é a habilidade do seu sistema imune de administrar essa nova quantidade de fungos.

De modo que, a candidíase masculina pode ser causada por algum fatores como:

  • Uso de drogas
  • Atividade sexual com parceira (o) infectada sem camisinha
  • Diabetes mellitus
  • Uso continuo de antibióticos, corticoides e antidepressivos
  • Falta higiene nos orgãos genitais
  • Quimioterapia

A candidíase no pênis também pode acontecer no homem quando seu sistema imune encontra-se enfraquecido, como por exemplo devido o uso de medicamentos para o tratamento de doenças como AIDS e lúpus

Sintomas da candidíase no homem

candidíase masculina
Foto: Reprodução

Os sintomas da candidíase masculina estão diretamente relacionados com a infecção no pênis e podem incluir:

  • Dor ou ardência durante o sexo
  • Coceira
  • Vermelhidão no pênis
  • Odor forte
  • Corrimento
  • Inchaço
  • Descamação da pele
  • Placas esbranquiçadas na glande
  • Pequenas bolhas e ulceras
  • Feridas na glande

Os sintomas de candidíase no homem causam grande desconforto, por isso caso apresente algum desses sintomas procure imediatamente o médico, não espere a situação piorar para buscar tratamento.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da candidíase masculina é feito por um médico urologista, que depois de analisar os sintomas e fazer uma avaliação clinica do pênis, pedirá um exame laboratorial para confirmar a presença do fungo.

O exame é feito através da coleta de uma pequena amostra do ferimento, que é levado ao laboratório para identificar a existência  do Candida Albicans. Para então começar o tratamento da candidíase no homem.

Como tratar candidíase no homem

A candidíase no homem tem cura. O tratamento ocorre através do uso de remédios para candidíase masculina como antifúngicos em forma de creme, comprimido ou pomada:

  • Itraconazol
  • Nistatina
  • Cetoconazol
  • Fluconazol
  • Clotrimazol

Esses medicamentos devem ser receitados por um urologista e durante o tratamento da candidíase não é recomendado ter contato sexual. Caso haja o ato sexual, deve-se utilizar um preservativo para não contaminar os outros.

Não há necessidade de internação do paciente e o tratamento para candidíase no homem pode ser feito em casa com o uso de pomadas antifúngicas ou antifúngicos orais, com uso diário, o tratamento leva de 7 a 14 dias.

Tratamento caseiro para candidíase masculina

Para tratar a candidíase peniana em casa o primeiro passo é ter uma boa higiene intima. Um remédio para candidíase masculina caseiro, muito usado é o chá de gengibre, porém existe outros chás como de poejo e o chá de uva-ursina que são ótimos para combater a Candida em homens.

A alimentação também pode ser uma aliada no  tratamento para candidíase masculina, comer salsinha, limão seja em saladas ou sucos são boas opções no combate ao fungo. O tratamento caseiro para a candidíase no homem também pode ser feito aplicando iogurte natural sobre o pênis e deixando agir por  cerca de três horas, o ideal é fazer isso antes do banho.

Cuidados

Alguns cuidados durante o tratamento de candidíase no homem, podem acelerar a cura da doença e evitar  o risco de reaparecimento. Entre eles estão:

  • Use cuecas largas de algodão para manter seca e fresca a pele e o pênis
  • Manter uma boa limpeza região genital
  • Beber bastante água
  • Evitar relações sexuais no período inicial do tratamento ou quando tiver crise
  • Evite ingerir alimentos ricos em gorduras e açúcares
  • Aumentar o consumo de vitamina C com o objetivo de aumentar o sistema imunológico;
  • Usar preservativo nas relações sexuais;
  • Comer mais verduras e hortaliças;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Não fumar;
  • Usar preservativo em todas as relações sexuais;
  • Evitar roupas apertadas, quentes ou molhadas
  • Use o remédio corretamente durante o tempo estabelecido pelo médico

Prevenção

A candidíase em homens quando não tratada pode reaparecer em um pequenos espaços de tempo. Para evitar que a doença retorne trazendo alguns fatores de risco ou mesmo para evitar o surgimento dela é importante prevenir a candidíase masculina com passos simples como estes:

  • Evitar usar roupas quentes, molhadas ou muito justas
  • Manter uma higiene regular da região peniana
  • Sempre usar preservativo em relações sexuais
  • Ter uma alimentação saudável
  • Evitar alimentos com taxa de açúcar elevada
  • Manter a pele seca limpa
  • Usar de antibióticos apenas sob prescrição médica

Ter um dieta balanceada ajuda fortalecer o sistema imunológico e aumenta a qualidade de vida.

Tipos de Candidíase

Além da candidíase em homens, veja a seguir como identificar outros tipos de candidíase:

  • Ela pode ser do tipo oral, tendo como forma mais comum de candidíase oral a pseudomembranosa e sendo caracterizada pelo aparecimento de placas brancas removíveis na boca, como pequenas aftas, ou ser marcada pela presença de placas vermelhas, de aspecto lisa, sobre o palato duro ou mole e ainda o tipo de candidíase oral da garganta.
  • Há a candidíase vaginal, onde caracteriza-se como um tipo de vaginite (inflamação da vagina), onde ocorre irritação vaginal, coceira intensa e corrimento vaginal e é bastante comum de acontecer.
  • Também existe o tipo de candidíase chamado intertrigo e caracterizado por ser uma inflamação que  ocorre em áreas quentes e úmidas do corpo, normalmente, nas dobras da pele, na nuca, na virilha e nas regiões axilares.
  • Tem a paroníquia, sendo uma infecções na pele que rodeia a unha tornando-se um ambiente propicio a propagação de bactérias.
  • A tipo disseminada, também chamada de candidíase sistêmica, ocorrendo em recém-nascidos de baixo peso e com baixa imunidade. A candidíase disseminada é mais comum aparecer em pessoas que estão ou estiveram em ambientes hospitalares e requer tratamento imediato.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (59 votes, average: 4,59 out of 5)
Loading...