Buscopan: Efeitos no corpo


É só aparecer uma dorzinha de cabeça ou aquela famosa cólica dos períodos menstruais que a gente vai logo tomando um buscopan. Em gotas ou composto, é um medicamento que não precisa de receita para ser comprado e por isso está na casa de quase todas as famílias.

No entanto, será que a gente sabe mesmo quais são seus agentes, para que ele serve e a forma correta de se usar? Será que o uso deste medicamento está sendo feito da maneira certa?

É por conta da sua facilidade e da sua presença nos lares que resolvemos falar um pouco desse medicamento, explicando do que é feito, como age no nosso organismo, quais são as indicações e contraindicações.

A primeira coisa a ser dita é que o Buscopan pode ser adquirido na solução em gotas e no comprimido composto. O correto é não fazer uso de nenhum tipo de medicação sem prescrição médica, mas infelizmente na nossa prática a coisa não funciona desta forma.

Os dois possuem semelhanças, mas também muitas peculiaridades. O buscopan composto, por exemplo, também é formado por Bultibrometo de escopolamina, como a solução em gotas, mas no comprimido há a adição de dipirona.

O buscopan composto possui 10 mg de bultibrometo de escopolamina (que corresponde a 6,89 mg de escopolamina) e 250 mg de dipirona sódica monoidratada (que corresponde a 221,51 mg de dipirona).


Para que serve?

Ao contrário do que muita gente que ingere o medicamento pensa, o buscopan não serve para todo tipo de dor, o seu efeito é para incômodos específicos, observe na lista abaixo:

  • Buscopan solução em gotas: Causa o alívio para dores, cólicas e desconfortos abdominais. Sua ação ocorre entre 20 a 80 minutos após a ingestão;
  • Buscopan composto: Possui efeito antiespasmódico, aliviando dores, desconfortos abdominais e cólicas, de forma rápida e prolongada. Por também possuir propriedade analgésica ele tem ação na inibição da noção de dor.

Dosagem

Mais uma vez é importante lembrar: qualquer medicamento precisa ser utilizado após indicação médica. É o médico que irá orientar a forma de tratamento que cada paciente deverá ser submetido. Verifique abaixo a dosagem de buscopan para cada situação:

Buscopan composto

  • Consumir de 1 a 2 comprimidos, de 3 a 4 vezes por dia. Não é aconselhado o uso de altas doses por um longo período, ainda mais sem prescrição médica;
  • Idosos ou pessoas que possuem qualquer tipo de distúrbio nas condições gerais de eliminação de creatina devem diminuir a dose para ingestão;
  • Quem tem problemas de funcionamento dos rins e/ou do fígado deve evitar o uso repetido do medicamento;
  • O buscopan composto não pode ser repartido ou mastigado.

Buscopan solução em gotas

buscopan

Só por alteração médica as dosagens abaixo podem ser diferentes:

  • Adultos e crianças a partir de 6 anos: Ingerir de 20 a 40 gotas (10 – 20 mg), de 3 a 5 vezes ao dia;
  • Crianças de 1 a 6 anos: Ingerir de 10 a 20 gotas (5 – 10 mg), 3 vezes ao dia;
  • Lactantes: Ingerir 10 gotas (5 mg), 3 vezes ao dia.

Para crianças até 6 anos é feito um calculo pela massa corpórea, segue abaixo:

  • Crianças até 3 meses: Ingerir 1,5 mg por quilograma por dose, 3 vezes ao dia;
  • Crianças de 3 a 11 meses: 0,7 mg por quilograma por dose, 3 vezes ao dia;
  • Crianças de 1 a 6 anos: De 0,3 a 0,5 mg por quilograma por dose, 3 vezes ao dia.

Contraindicações do Buscopan

Buscopan composto é contra indicado:

  • Para quem possui qualquer tipo de alergia a analgésicos que se assemelham com a dipirona ou ao butilbrometo de escopolamina ou algum outro componente que apresenta;
  • Para quem possui condições raras hereditárias de intolerância a galactose;
  • Para gestantes a partir do 6º mês;
  • Para quem é portador de porfiria hepática aguda intermitente;
  • Para quem tem glaucoma;
  • Para quem possui comprometimento na medula óssea ou no sistema que forma elementos do sangue;
  • Para quem tem aumento da próstata;
  • Para quem tem deficiência genética da enzima glicose-6-fosfato-desidrogenase;
  • Para quem tem estreitamento da passagem de conteúdo pelo estômago e/ou intestino;
  • Para pessoas com taquicardia, megacólon e miastenias graves (doença que causa fraqueza muscular).

Buscopan solução em gotas é contra indicado:

  • Para pessoas alérgicas a metilparabeno e a propilparabeno;
  • Para mulheres grávidas sem prescrição médica;
  • Para quem faz dieta de sódio. Nesse caso o consumo pode ser feito, mas com cautela;
  • Para quem tem tendência a glaucomas,
  • Para pessoas com obstruções intestinais ou urinárias;
  • Para pessoas que tem aceleração de ritmo cardíaco.

Reações do o uso do Buscopan

O uso do medicamento vez ou outra pode causar reações desagradáveis. Entre elas estão algumas listadas abaixo:

Buscopan composto

  • Reações comuns: Tontura, boca seca e queda de pressão;
  • Reações incomuns: Erupções cutâneas, choque (queda de pressão), rubor e pode haver também agranulocitose (que é quando há diminuição ou falta de células brancas no sangue) fatal;
  • Reação rara: Choque anafilático (reação alérgica grave);
  • Reação muito rara: Desenvolvimento de uma insuficiência renal aguda.

Buscopan solução em gotas

  • Reações incomuns: coceira, urticária, boca seca e disidrose ( que é a alteração na produção do suor do corpo);
  • Reação rara: Retenção urinária (causando dificuldade na eliminação da urina);
  • Reações que possuem frequência desconhecida: choque anafilático e dispneia (dificuldade de respiração).

Superdosagem, o que fazer?

Se por algum motivo um paciente ingerir uma superdosagem do buscopan, seja ele composto ou solução em gotas, é preciso que seja encaminhado imediatamente para ter um acompanhamento médico. O tratamento para esses casos pode variar de acordo com o caso.

Os sintomas que aparecem para indivíduos que consumiram uma dose elevada de buscopan, pode variar também, mas no geral são:

  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Dores Abdominais;
  • Parada respiratória;
  • Lesões no fígado;
  • Queda de pressão arterial;
  • Taquicardia;
  • Urina com alteração passando a ficar com cor avermelhada;
  • Aumento da temperatura do corpo;
  • Visão embaçada;
  • Boca e narinas secas;
  • Choque anafilático;
  • Retenção de água e sódio com edemas pulmonares em pacientes que possuem problemas cardíacos;
  • Sintomas no sistema nervoso central (tontura, sonolência, agitação, em alguns casos coma, convulsões e contrações musculares ritmadas).

Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (6 votes, average: 4,83 out of 5)
Loading...