Acetato de Dexametasona


A dexametasona é um medicamento com ação antialérgica e anti-inflamatória pertencente ao grupo dos corticosteroides.

Assim sendo, esse produto é bastante potente para a finalidade de combater infecção por fungos sistêmicas, reações alérgicas graves, doenças de pele, doenças reumáticas, edema cerebral, entre muitas outras.

Então, para saber um pouco mais sobre a Dexametasona, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber. Vamos lá?!

Composição

O Acetato de Dexametasona em comprimidos é um medicamento de uso oral, adulto e pediátrico produzido pelo laboratório Teuto.

Os comprimidos possuem 4mg e as embalagens podem conter 10, 200 ou 500 comprimidos.

Cada comprimido de Dexametasona contem:


Dexametasona ……… 4mg

Excipiente q.s.p………… 1 comprimido (álcool etílico, amido, manitol, estearato de magnésio e povidona)

 

O Acetato de Dexamesona creme é um medicamento de uso tópico adulto e pediátrico produzido pelo laboratório Teuto.

Sua apresentação é em embalagens que possuem 1, 25, 50 e 100 bisnagas do produto de 10mg.

Também possui a apresentação de embalagens com 1, 25, 50 e 100 bisnagas do produto de 15mg.

Cada grama do produto contem:

Dexametasona ……. 1mg

Excipiente ……… 1g (álcool etílico, edetato dissódico, metilparabeno, álcool cetoestearílico/polissorbato 60, polissorbato 80, propilenoglicol, propilparabeno e água de osmose reversa)

Para que serve Acetato de dexametasona ( Indicação )

O Acetado de Dexametasona serve para o tratamento de sintomas causados por diversos tipos de doenças, incluindo distúrbios cutâneos, reumáticos e artríticos, glandulares, oculares, pulmonares gastrintestinais e sanguíneos.

Como funciona a pomada Acetato de dexametasona

A Dexametasona, que é o princípio ativo desse medicamento, é um glicocorticoide sintético que é bastante utilizado graças a sua poderosa ação anti-inflamatória.

Vale lembrar que ele possui uma atividade anti-inflamatória acentuada, porem possui efeito leve sobre o metabolismo eletrolítico.

Seu uso é mais especificamente para afecções inflamatórias e alérgicas, bem como para as demais doenças que respondem bem ao uso de glicocorticoides.

Como usar Acetato de dexametasona

Acetato de Dexametasona

A Dexametasona possui diversas apresentações, tais como: acetato de dexametasona pomada, creme, comprimido, xarope, elixir e colírio. No entanto, os mais comuns são os de uso tópico e o comprimido.

Cada um desses tipos de apresentação possui uma finalidade específica.

O creme, por exemplo, é muito indicado para o alívio de coceiras e inflamações, sendo um medicamento de uso tópico.

No caso do Acetato de Dexametasona de uso tópico, o modo de usar é o seguinte:

Primeiramente, limpe bem a área afetada antes de fazer a aplicação.

Posologia: faça a aplicação de uma pequena quantidade desse medicamento no local afetado. Aplique de 2 a 3 vezes por dia.

Antes de realizar aplicar no ouvido, limpe e seque adequadamente o conduto auditivo externo. Depois, com um aplicador com ponta de algodão, espalhe uma fona camada do produto nas paredes do conduto auditivo de 2 a 3 vezes por dia.

 

No caso do Acetato de Dexametasona em comprimidos, o modo de usar é o seguinte:

Ingerir os comprimidos com o auxílio de meio copo de água, sem mastigar.

Posologia: as necessidades posológicas são variáveis e deve ser individualizadas, de acordo com a gravidade do problema e também a resposta do paciente.

Sendo assim, a dose inicial pode variar entre 0,75mg e 15mg diários, de acordo com a patologia que está sendo tratada.

Para lactentes e crianças, provavelmente a dosagem indicada será reduzida. No entanto, a posologia deve considerar mais a gravidade da afecção do que o peso ou idade do paciente.

 

Sempre siga as orientações do seu médico no que diz respeito aos horário de uso, duração do tratamento e à dosagem utilizada.

O tratamento não deve ser interrompido sem que haja conhecimento do médico.

Somente o médico pode avaliar como o tratamento está evoluindo a fim de decidir se deve ou não ser interrompido.

Precauções

O uso de Dexametasona requer cuidados especiais em pacientes em idade pediátrica.

O crescimento e também o desenvolvimento dos recém-nascidos e crianças pode ser afetado por causa da realização de tratamento com Dexametasona  comprimidos. Por isso, é importante uma avaliação cuidadosa da criança.

Dexametasona possui imunossupressores, que podem ativar focos primários de tuberculose. Então, pacientes que estejam sob tratamento com imunossupressores devem ficar cientes a respeito da possibilidade do aparecimento de uma doença ativa, sendo necessário que se tenha atenção para realizar um diagnóstico precoce e iniciar um tratamento adequado.

Problemas causados por administração de Dexametasona em dias inadequadas:

O risco realizar o tratamento com Dexametasona por vias inadequadas é de que o tratamento não obtenha o efeito desejado, além da ocorrência de reações adversas.

Antes de usar Dexametasona informe ao seu médico caso possua qualquer problema médico, tais como: insuficiência cardíaca, hipertensão (pressão alta), diabetes (níveis elevados de açúcar no sangue), úlceras e demais problemas digestivos, tuberculose e qualquer tipo de alergia.

O médico também precisa ser informado se o paciente já apresentou quadros de doenças infecciosas comuns, tais como catapora e sarampo e também a respeito das vacinas que já foram tomadas pelo paciente.

Alguns efeitos adversos relatados em decorrência do uso de Dexametasona podem influenciar na capacidade de certos pacientes de conduzir veículos pesados e também de operar máquinas.

Não foram realizados estudos de corticosteroides na reprodução humana. Por isso, em mulheres em idade fértil e durante a gravidez é preciso avaliar os benefícios e riscos que o medicamento pode oferecer para a mãe e para o feto ou embrião.

As crianças que nasceram de mães que receberam uma alta dose de corticosteroides devem ser cuidadosamente acompanhadas para observação de sinais de hipoadrenalismo.

Dexametasona não deve ser utilizado por mulheres gravidas sem que haja orientação médica ou de um cirurgião dentista.

Os corticosteroides que forem excretados através do leite materno podem causar a inibição do crescimento, bem como afetar a produção endógena de corticosteroides, bem como apresentar reações indesejáveis.

As mães que irão fazer uso de corticosteroides em doses farmacológicas devem ser advertidas para mão amamentar.

A menos que haja prescrição médica, esse produto não deve ser utilizado durante a amamentação.

Não existem contraindicações referentes à faixas etárias.

Caso algum efeito adverso ocorra, informe imediatamente ao médico ou cirurgião-dentista.

Não use Dexametasona sem o conhecimento ou indicação de um médico.

Mantenha esse medicamento em temperatura ambiente, entre 15º e 30º, ao abrigo de lux e umidade.

Não deve ser utilizado fora do prazo de validade.

Antes da aplicação verifique o aspecto do produto e caso haja alguma suspeita de que não está em condições de uso, consulte um farmacêutico ou médico.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Contraindicações

Dexametasona é contraindicado para os casos de infecção fúngica sistêmica.

Também é contraindicado para pacientes que possuam hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou que estejam amamentando, sendo necessário observar os níveis da dosagem.

Efeitos colaterais Acetato de dexametasona

Assim como qualquer medicamento, o uso de Dexametasona pode causar efeitos adversos.

Com o uso desse medicamento em creme, as reações mais comuns são:

  • Sensação de ardor
  • Irritação
  • Coceira
  • Vermelhidão
  • Irritação
  • Ressecamento
  • Foliculite
  • Hipertricose
  • Acne
  • Hipopigmentação
  • Dermatite de contato (dermatite alérgica)
  • Maceração da pele
  • Miliária
  • Estrias

Com o uso desse medicamento em comprimidos, as reações mais comuns são:

  • Ganho de peso
  • Retenção hídrica
  • Desequilíbrio eletrolítico
  • Pressão alta
  • Aumento dos níveis de açúcar no sangue
  • Necessidade de aumento da dose de medicamentos para diabetes
  • Ossos frágeis (osteoporose)
  • Irregularidades menstruais
  • Aumento de apetite
  • Maior demora na cicatrização
  • Doenças cutâneas
  • Inchaço de lábios e língua
  • Convulsões
  • Distúrbios psiquiátricos
  • Maior sensibilidade à infecções
  • Fraqueza muscular
  • Úlcera gastrintestinal
  • Glaucoma
  • Soluços
  • Tontura

Além disso, outras efeitos adversos mais raros também pode surgir e, tal como qualquer outro medicamento, pode trazer riscos sérios.

No caso do aparecimento de quaisquer desses sintomas, informe imediatamente ao seu médico.

Interação com outros medicamentos

No momento da prescrição de Dexametasona pelo médico ou cirurgião-dentista, o paciente deve informar caso esteja fazendo uso de algum tipo de medicação, incluindo aqueles que não precisam de receita e são de venda livre.

Comunique ao seu médico caso esteja fazendo uso de: medicamentos que atuam sobre o sistema nervoso, antiepilético, ácido acetilsalicílico. antifúngicos, antibióticos, inibidores de protease do HIV, anti-hipertensivos (efeito diurético) e anticoagulantes.

Vale lembrar ainda que os pacientes que estiverem sendo tratados com Dexametasona deve recebem as vacinas de vírus vivo.

Preço Acetato de dexametasona

Para comprar Dexametasona é necessário a apresentação de receita branca comum.

O preço desse medicamento pode variar um pouco de acordo com a sua região e o local escolhido para a compra. No entanto, na internet podemos encontrar os seguintes valores:

Caixa contendo 10 comprimidos de 4mg entre R$ 6 e R$ 9 reais.

Creme dermatológico de 1mg na bisnaga com 10g entre R$ 5 e R$ 7 reais.

Pesquise e encontre o melhor preço online.

Perguntas frequentes:

Acetato de dexametasona serve para espinhas?

Dexametasona não é um medicamento indicado para o tratamento de espinhas, visto que existem medicamentos mais específicos para essa finalidade.

Acetato de dexametasona serve para candidíase?

O Acetato de Dexametasona sozinho não é indicado para o tratamento da candidíase, porém, ele é combinado com outros fármacos para essa finalidade.

Acetato de dexametasona serve para micose?

Sim, uma das indicações desse medicamento é para o tratamento de micose fungoide.

Acetato de dexametasona serve para clarear a pele?

Não, esse medicamento tem como finalidade o alívio das manifestações inflamatórias, prurídicas e alérgicas que são suscetíveis a corticosteroides. No entanto, a Dexametasona é encontrada em combinação com outros fármacos que possuem ácidos clareadores da pele.

Acetato de dexametasona serve para afta?

Sim, porém deve ser utilizado a versão de elixir para a realização de bochechos.

Acetato de dexametasona serve para queimadura?

Sim, a Dexametasona pode ser utilizada em queimaduras e é bastante eficiente por sua ação de anti-inflamatório tópico.

Acetato de dexametasona serve para tatuagem?

Não, Dexametasonã não deve ser utilizado como auxiliar na cicatrização de tatuagens.

Acetato de dexametasona é genérico de qual remédio?

Existem muitos medicamentos que são referência para o acetato de Dexametasona, tais como: Deacdron, Maxidex, Maxitrol Pomada e Neodex, entre outros.

 

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a Dexametasona, para que serve, como utilizar, as contraindicações e tudo mais.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (8 votes, average: 4,75 out of 5)
Loading...