Abscesso


Infecções e feridas de pele ou tecido estão entre os tipos de doenças que são mais comuns entre as pessoas. Seus sintomas, que normalmente envolvem coceira, irritação e muita dor, são bem temidos e, sempre que possível, evitados. Infelizmente, elas podem ocorrer em qualquer região do corpo, principalmente nas que possuem muito pelo e suor.

Além disso, muitas delas não são curadas somente com medicamentos, precisando de algum tipo de drenagem ou cirurgia para removê-la e tratá-la com efetividade total. Sendo assim, uma das afecções de pele mais comuns, e que possuem sintomas bem incômodos, é a abscesso.

Hoje, nesse artigo, estaremos abordando e detalhando informações interessantes sobre ela, envolvendo tratamento, diagnóstico, sintomas, tipos e outras particularidades que todas as pessoas precisam ficar cientes para evitá-la.

O que é Abscesso?

abscesso

O abscesso é denominado por um acúmulo de pele com coloração avermelhada, que pode ocorrer em qualquer região do corpo, sendo mais comum de aparecer nas axilas, no ânus e vagina, espinha dorsal, na região de um dente e na virilha. Eles são bem comuns e fáceis de ser localizados, basta passar a mão e sentir uma elevação estranha. Além disso, dentro deles existe pus e resíduos.

Abscessos costumam oferecer bastante dor a quem os possuem, além de terem uma temperatura bem quente quente.


Para ocorrer o tratamento dele, é necessário fazer uma drenagem, o abrindo para tal feito. Isso pode ser executado por conta própria, porém é mais recomendado ir até um médico especialista para executar a cirurgia sem grandes problemas.

Tipos de Abscesso

Existem diversos tipos de abscessos, que são determinados pela região que ele surgi. São eles:

Abscesso dentário

O abscesso dentário é localizado, como o nome já diz, próximo à um dente ou gengiva, acumulando pus na região por conta de uma bactéria. O periapical surge na ponta da raiz dentária, já o periodontal nas gengivas.

As principais chances de aumentar a possibilidade de ocorrer um abscesso nessa região é ter uma escovação bocal falha e comer muito açúcar.

Os sintomas mais comuns que são sentidos envolvem: dor no dente, vermelhidão, dificuldade para mastigar, vômito, calafrio, febre, diarreia, carreis e dificuldade para abrir a boca.

Abscesso perianal

O abscesso perianal ocorre em uma glândula ao redor do ânus. Ele pode evoluir para  alguma doença mais complexa e dolorosa na região anal, como uma fístula.

Os principais sintomas que ocorrem são: sensação de latejamento na região, dor ao sentar, inchaço, vermelhidão, pus nas fezes e dor ao fazê-las, prisão de ventre, calafrios e febre.

Abscesso na garganta

Conhecido também como abscesso periamigdaliano, a infecção na garanta surge de uma amigdalite feita por alguma bactéria que teve uma piora e formou o pus ao redor das amídalas e garganta.

Os principais sintomas sentidos são: dor na região da garganta, dificuldade para abrir a boca, mudanças vocais, febre, dor de cabeça e no ouvido.

Abscesso hepático (no figado)

Os abscessos hepáticos ocorrem na parte interior do fígado ou nas vias biliares, com o surgimento de uma cavide com presença de pus caracterizada por uma bactéria. Além da infecção bacteriana, uma das suas causas pode ser uma reação referente à uma cirurgia abdominal.

Os principais sintomas que aparecem são: dor na região da abdômen e no ombro, vômitos e náuseas, perda de massa corporal, febre e suor em excesso.

Abscesso pulmonar

Como já pode se deduzir pelo nome, os abscessos pulmonares ficam localizados no pulmão, sendo uma infecção com presença de pus. Normalmente, a bactéria que causa a inflamação fica localizada na boca e chega até a região pulmonar.

Os sintomas sentidos pelas pessoas infectadas são: cansaço, falta de fome, suor em excesso, febre, perda de massa corporal e tosse com presença de catarro.

Abscesso cerebral

É um dos tipos de abscessos mais raros. A ferida ocorre no tecido cerebral, causando o deslocamento de diversas estruturas cerebrais, que pode levar, até mesmo, a morte.

Esse tipo de abscesso é causado por uma infecção, resultado de uma neurocirurgia ou algum tipo de trauma no encéfalo.

Os sintomas que esse tipo de infecção causa incluem: dor de cabeça, náuseas, vômitos, convulsões, problemas na consciência, alterações na personalidade, fadiga e febre.

Abscesso na gengiva

O abscesso na gengiva está dentro do tipo dentário, sendo localizado na gengiva, em vez de ser no dente. A infecção causa acúmulo de pus na região causado por uma bactéria. Ele é chamado de dentário periodontal.

As principais chances de aumentar a possibilidade de ocorrer um abscesso nessa região é ter uma escovação bocal falha e comer muito açúcar.

Os sintomas mais comuns que são sentidos envolvem: dor no dente, vermelhidão, dificuldade para mastigar, vômito, calafrio, febre, diarreia, carreis e dificuldade para abrir a boca.

Abscesso anorretal

Sendo próximo do tipo perianal, os abscessos anorretais são um tipo de inflamação que causa uma ferida aguda na região anal. Normalmente, elas evoluem para fístulas anorretais.

Esse tipo de abscesso é causado, normalmente, por fissuras anais, infecções transmitidas pelo sexo, diabetes, colite, doença pélvica.

Os principais sintomas que ocorrem são: sensação de latejamento na região, dor ao sentar, inchaço, vermelhidão, pus nas fezes e dor ao fazê-las, prisão de ventre, calafrios e febre.

Abscesso no rosto

Esse abscesso é um tipo de ferida cutânea que pode ficar localizada em qualquer região da pele do rosto, com a presença de pus.

Abscesso na virilha

Esse abscesso é um tipo de ferida cutânea que pode ficar localizada em qualquer região da pele da virilha, com a presença de pus.

O que causa abscesso

O abscesso é normalmente causado pelo fechado das glândulas sebáceas ou sudoríparas, por algum inflamação bactéria nos folículos pilosos ou por alguma ferida ou perfuração cutânea. Assim, diante dessas situações e de, normalmente, a presença de algum microrganismo, sendo que os tipos mais comuns são os streptococcus, gonococos e estafilococos, dentro do corpo, as células branca dentro do organismo tentam combater as bactérias, fazendo uma reação inflamatória e, assim, surgindo os abscessos.

Sintomas de Abscesso

Os sintomas possuem uma variação, dependo da região que o abscesso surge, como podemos ver no tópico “Tipos de Abscesso”. Porém, os principais, que são sentidos pela maioria das pessoas que sofrem com a doença, são:

  • Aparecimento de uma elevação avermelhada, com presença de pus, em alguma região do organismo.
  • Dor ao tocar no abscesso.
  • Sensação de calor ao fazer o toque na região infectada pela bactéria.
  • Febre.
  • Suor em excesso.
  • Mal-estar.
  • Sentir frio.

Diagnóstico de Abscesso

No surgimento de qualquer um dos sintomas citados no tópico acima, a pessoa precisa buscar orientação de um médico, para ele fazer um diagnóstico preciso, detectar a presença do abscesso e dar início ao tratamento.

Os principais especialistas que podem ser procurados são: clínicos gerais e dermatologistas.

Os abscessos cutâneos, que são localizados na parte externa do organismo, podem ser diagnosticados pelo médico especialista somente com o toque e visão, já que são dificilmente confundidos com outra ferida ou doença. Porém, os que surgem dentro do organismo, os internos, precisam que o paciente passe por uma bateria de exames de imagens e de coleta de pus, para detectar a diagnosticar a bactéria que está causando a ferida e poder iniciar o tratamento com exatidão.

Caso ocorra mais do que um abscesso no mesmo momento ou eles são causados de maneira recorrente, exames de urina e laboratoriais serão requisitados para o paciente, principalmente para determinar a orgiem das feridas e se existe a presença de diabetes, pois é comum diabéticos serem diagnosticados com  abscessos.

Tratamentos para Abscesso

Abscesso drenagem

O principal tratamento para o surgimento de abscessos são a execução de uma drenagem na ferida. Nunca tente fazer ela por conta próprio, pois pode causar problemas nos tecidos e infecções piores no futuro.

Ao procurar um médico especialista para executar a cirurgia, ele irá abrir o abscesso, fazendo um corte nele, para realizar a drenagem, anestesiando a área para o paciente não sentir a dor causada.

Após executado o tratamento com efetividade, o médico deverá colocar alguma atadura na região, para evitar sangramentos e conseguir deixá-lo aberto pelos próximos dias. O paciente deverá ter alguns cuidados especiais que serão indicados pelo próprio médico.

Normalmente, é comum a pessoa se sentir bem melhor e não existir mais os principais sintomas depois de ser curada e a drenagem ser executada com efetividade.

Tratamento caseiro para Abscesso

O tratamento caseiro só deve ser executado quando o abscesso causado é pequeno e não existe tanta presença de pus. Todos eles buscam fazer sempre a drenagem da ferida. Vale ressaltar que, por ser métodos caseiros, a suas eficiências não são totalmente garantidas, podendo, ou não, causar as reações esperadas.

Os principais remédios caseiros para drenar o abscesso são:

  • Uma compressa na região da ferida com: suco de uma cebola diluída com água, cenoura ou inhame cru e ralado ou repolho ou tomate cru amassado,
  • Uma compressa na região do abscesso com: polpa da maçã ralada, suco de limão e sal, chá das folhas do cajueiro ou nódoa de bananeira.
  • Para o tratamento de abscessos é possível fazer um chá com: alecrim, sendo 4 xícaras do chá ao dia, alfavaca,  sendo 4 xícaras de chá ao dia, e boldo, sendo 4 xícaras de chá ao dia.
  • Compressa de bardana, jurebeba ou argila verde na região da pele infectada.
  • Uma compressa de mistura de mel de abelha quente com cebola ralada e farinha de mandioca.
  • Lavar o abscesso com água salgada e quente.

Medicamentos para Abscesso

Os principais medicamento para fazer o tratamento efetivo do abscesso são:

  • Avalox
  • Bacteracin e Bacteracin-F
  • Bactrim
  • Bi Profenid
  • Cetoprofeno
  • Clindamicina
  • Clavulin
  • Levofloxacino
  • Nebacetin

Nunca faça a utilização de nenhum dos medicamentos por conta própria, precisando sempre da orientação de um médico para fazer seu uso.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...