Verruga na vagina


A verruga na vagina é causada pelo papiloma vírus humano mais conhecido como HPV. A verruga na vagina é causada pelas DSTs – Doenças sexualmente transmissíveis.

  • As verrugas genitais também podem surgir nos homens, porém as mulheres são mais suscetíveis ao aparecimento das verrugas.

Segundo especialistas na área de saúde, pelo menos 50% das pessoas sexualmente ativas serão infectadas pelo HPV, ou seja, provavelmente irão desenvolver verrugas genitais.

Como surge a verruga na vagina

A verruga na vagina afeta mais os tecidos úmidos da área genital. Elas podem ser bem pequenas e dificilmente serão notadas, porém em alguns casos elas se tornam maiores. Podem ter a aparência que lembra uma couve-flor ou em forma de caroços com cor de carne.

  • O contágio pelo HPV pode causar apenas as verrugas na vagina, porém já em quadros mais graves ele pode causar o câncer de colo de útero.
  • Existem vacinas para prevenção de alguns tipos de HPV, que devem ser aplicadas nas mulheres antes de iniciar a vida sexualmente ativa.

Existem diferentes cepas do vírus HPV. Especialistas afirmam que são mais de 40 cepas do vírus que afetam diretamente a área genital. As DSTs são transmitidas através das relações sexuais sem proteção.


Sintomas da verruga na vagina

As verrugas crescem na vulva – área externa da vagina, entre o ânus e a vagina, podem surgir no canal anal e até mesmo no colo do útero. As verrugas genitais também podem surgir na boca e na garganta, caso o indivíduo faça sexo oral com uma pessoa infectada. Conheça os principais sintomas provocados pela verruga na vagina:

  • Sangramento durante o ato sexual.
  • Desconforto ou coceira constante na vagina.
  • Pequenos inchaços na vagina, que apresentam cor de carne ou acinzentada.
  • Várias verrugas juntas que criam o aspecto de uma couve-flor.

Em alguns casos as verrugas se multiplicam muito e formam grandes aglomerados, provocando muito desconforto.

Diagnóstico da verruga na vagina

Nem sempre diagnosticar a verruga na vagina é uma tarefa fácil, uma vez que na maioria dos casos elas não são vistas a olho nu. Por isso se faz necessário a realização de alguns exames, tais como:

  • Papanicolau -> Este procedimento é conhecido popularmente como exame de prevenção e deve ser feito anualmente pelas mulheres. Através dele é possível detectar a verruga na vagina, assim como outras alterações na região genital, entre elas detectar o câncer do colo de útero, que também pode estar relacionado ao HPV.
  • Teste para HPV -> Geralmente recomendado para mulheres com mais de 30 anos, quando a incidência do aparecimento da verruga na vagina e do câncer do colo de útero.

Tratamento para verruga na vagina

Caso as verrugas genitais estejam causando desconforto, ou apresentando com maior frequência os sintomas relacionados acima ou ainda ardência, dor, comichão e uma aparência desagradável, você vai precisar iniciar um tratamento. Para isso procure seu ginecologista, pois ele é o profissional qualificado para lhe auxiliar, ele indicar qual o tratamento adequado que pode inclusive ser cirúrgico.

Verruga na vagina

  • Contudo vale ressaltar que a verruga na vagina pode reaparecer, mesmo após o tratamentos.

Medicamentos mais utilizados no tratamento da verruga na vagina:

  • Ácido tricloroacético – TCA, tratamento químico para retirada da verruga na vagina.
  • Cremes dermatológicos, como por exemplo, Imiquimod, Pedofilina, Podofilox, entre outros.

Todo o medicamento deve ser prescrito pelo médico, até mesmo porque alguns destes só pode ser usados ambulatorialmente.

  • O tratamento a laser para verruga na vagina também oferece bons resultados.

Alerta – Jamais tente retirar e /ou tratar a verruga na vagina, com medicamentos para tratar outros tipos de verrugas. Estes medicamentos não são apropriados para o uso nas áreas genitais úmidas e podem causar sérias lesões, entre elas queimaduras graves.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (12 votes, average: 4,42 out of 5)
Loading...