Tropinal


Tropinal é o nome comercial de um medicamento que tem ação antiespasmódica e analgésica nos tratamentos de dores em geral. A ação antiespasmódica age diretamente nas contrações musculares dolorosas, promovendo o relaxamento do grupo muscular envolvido. A ação analgésica promove um alívio das dores.

Informações ao Paciente

Antes de iniciar o tratamento com esse medicamento, leia com atenção essa bula.

  • Guarde esta bula. Você pode necessitar ler as informações de novo outra hora.
  • Esta bula fornecerá informações sobre os benefícios e riscos do Tropinal. Ela inclusive a orientará sobre como você deve tomar Tropinal de modo correto e em que momento precisa informar ao seu médico sobre condições relacionadas à sua saúde. Se tiver qualquer dúvida, solicite ajuda ao seu médico ou farmacêutico.
  • Esse remédio foi receitado para você e não deve ser fornecido a outras pessoas, uma vez que pode ser prejudicial a elas, ainda que os sintomas que elas apresentem sejam iguais aos seus.
  • Se algum dos efeitos colaterais se tornar grave ou se você notar algum outro efeito colateral que não foi citado nesta bula, avise ao seu médico ou farmacêutico.

Composição do Tropinal

Tropinal é comercializado em comprimidos e em solução oral (líquido):

  • Os comprimidos são comercializados em caixas com 20 unidades. Cada unidade contém: 300 mg de dipirona sódica, 6,5 mg de butilbrometo de escopolamina, 104 mcg de bromidrato de hiosciamina e 1 mg de metilbrometo de homatropina.
  • A solução oral é comercializada em frascos com 15 ml. Cada ml (cerca de 24 gotas) contém: 300mg de dipirona sódica monoidratada, 6,5 mg de butilbrometo de escopolamina, 104 mcg de bromidrato de hiosciamina e 1 mg de metilbrometo de homatropina.


Indicações e contraindicações de Tropinal

O principal componente de Tropinal é a dipirona: um poderoso analgésico e antitérmico indicada para casos de dores e febres. Em associação com substâncias antiespasmódicas, Tropinal regulariza as contrações voluntárias e involuntárias musculares, promovendo um alívio da dor e da intensidade de cólicas menstruais, intestinais ou estomacais.

tropinal

Seu uso também é indicado nas dores neurais (nervos) primárias ou secundárias, cólicas provenientes da vesícula biliar, dores provocadas por cálculos biliares e como tratamento auxiliar nas anexites, ou seja, inflamações nos ovários e tubos uterinos.

É importante lembrar que Tropinal é utilizado para o tratamento de sintomas e, muitas vezes, será necessária uma investigação mais completa para descobrir a causa dos espasmos e dores. Para isso, procure seu médico.

Tropinal é contraindicado para pacientes que possuem alergias e hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula do medicamento. O uso em caso de glaucoma, insuficiência hepática (fígado) ou renal (rim) e alterações sanguíneas, como a leucopenia ou a anemia plásticas, conhecidas como discrasias sanguíneas.

No caso do tratamento se estender por um período longo, é recomendado o controle hematológico através de hemogramas frequentes.

A dipirona pode causar alguns efeitos colaterais: as alterações sanguíneas citadas acima podem aparecer de forma brusca e acompanhadas de febre, angina (dor no peito) e feridas na região da boca. Seu efeito no organismo fica ativo durante aproximadamente 7 horas e, depois, é excretado através da urina.

Os sintomas que indicam a alergia ou hipersensibilidade à dipirona são: prurido (coceiras), suor frio, confusão mental e escurecimento da vista, náuseas, descoloração cutânea e falta de ar.

A hiosciamina pode causar taquicardia e aceleração do pulso, boca seca, dilatação das pupilas, dor ou ardor ao urinar, erupções na pele, constipação e tontura. Essa substância começa a agir no organismo de 20 a 30 minutos após ser ingerida e seu efeito fica ativo durante aproximadamente 3 horas e meia. É eliminada via urina.

O butilbrometo de escopolamina pode causar sonolência, mal-estar, perda temporária de memória, confusão mental, enjoos e náuseas, desmaios e dor nos olhos. Essa substância é absorvida pelo organismo rapidamente e é excretada através da urina.

O metilbrometo de homatropina pode causar constipação, diminuição da produção de suor e boca seca. Essa substância é metabolizada no fígado e é excretada através da urina e das fezes.

Ao experenciar quaisquer sintomas, suspenda o uso do medicamento e procure seu médico imediatamente.

Como tomar Tropinal

Cada caso é um caso, por isso, a pessoa mais indicada para estabelecer as dosagens diárias deste medicamento é o médico. Evite a automedicação, pois você poderá agravar seu estado de saúde geral em longo prazo.

O médico estabelecerá as doses de acordo com a origem e a intensidade das dores relatadas.

A bula do medicamento sugere que o produto seja ingerido da seguinte maneira:

  • Comprimidos: 1 a 2 comprimidos 3 vezes ao dia, de acordo com a indicação médica.
  • Solução oral: 24 a 48 gotas 3 vezes ao dia, de acordo com a indicação médica.

Tropinal não deve ser utilizado em crianças. Seu uso em idosos, gestantes e lactantes deve ser feito sob rígida orientação médica.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (44 votes, average: 4,39 out of 5)
Loading...