Tosse alérgica


A tosse alérgica é persistente, um tipo de tosse seca que aparece quando a pessoa entra em contato com substâncias alergênicas: poeira, pelo de gato ou cachorro, entre outros elementos. Essa tosse é comum na primavera e outono, sendo sentida também em ambientes no inverno devido aos ambientes mais fechados.

O que causa a tosse alérgica?

A tosse alérgica é uma reação fisiológica contra agressores do meio ambiente. Geralmente a tosse é o primeiro sintoma de uma série de doenças como a rinossinusite alérgica ou infecciosa, refluxo gastroesofágico, asma e até mesmo uma reação a algum medicamento.

Muitos pacientes relatam como as causas mais comuns da tosse alérgica alergias aos pelos de gatos e cachorros, pólen das flores e árvores, poeiras, entre outras substâncias alergênicas.

Sintomas mais comuns da tosse alérgica

A tosse alérgica é considera uma tosse seca, ou seja, não apresenta catarros ou qualquer outra forma de secreção. É persistente, suas crises acontecem várias vezes ao dia e se tornam mais intensa à noite. Muitas vezes a pessoa tosse tanto que ela se torna irritativa e na maior parte parece que não será possível parar. A garganta começa a ficar mais irritada que o normal.

Muitas vezes o indivíduo tem alergia respiratória e não sabe. Se você perceber que começa a tossir com frequência quando está perto de animais ou plantas, o mais indicado é que procure um alergologista ou um pneumologista. Ele te pedirá um teste de alergias que mostrará um diagnóstico preciso de onde vem a alergia.

Algumas pessoas, filhos de pais alérgicos, tem uma grande propensão em desenvolver um quadro alérgico e por consequência, uma tosse seca. A tosse alérgica também pode estar relacionadas com problemas de sinusite ou rinite.


Diagnóstico da tosse alérgica

Com o resultado do que você não pode entrar em contato fica muito mais simples aplicar um tratamento. Além de você evitar a substância alergênica, as partículas ou micro-organismos que geram a irritação, fungos, ácaros, ar muito seco ou períodos de frios, o profissional de saúde poderá recomendar, para evitar crises intensas, remédios como antitussígenos, corticoides e anti-histamínicos.

Dica homeopática

Para a homeopatia não são apenas os agentes poluentes, odores, ar-condicionado, entre outras substâncias que provocam a tosse alérgica. Angústia, raiva e indignação, por exemplo, podem se “transformar” nessa tosse. Claro que não é o sentimento em si, mas no paralelo: como esse ambiente pode te influenciar? O que mais te incomoda no local? Essas são algumas das perguntas que você pode se fazer, caso desconfie que o lugar é quem realmente está te atrapalhando.

Nessa situação a homeopatia também não resolve o problema, mas pode agir de uma maneira preventiva, fazendo com que o paciente reflita sobre como eliminar a doença. Também é importante fortalecer o lado físico e emocional.

Os homeopatas recomendam a ingestão de muita água, uma abordagem natural e que não oferece efeitos colaterais. Chás de eucalipto, anis, alacaçuz, guaco, hortelã-pimenta, sabugueiro, entre outras espécies também são os fitoterápicos mais indicados para minimizar a tosse alérgica.

Xaropes broncodilatadores também são eficientes e ajudam a tirar dos brônquios qualquer tipo de muco acumulado. Para os profissionais da homeopatia, medicamentos a base de codeína atacam o sistema nervoso central e inibem o reflexo da tosse, isto é, não tratam a causa da tosse e sim suas consequências.

Tratamento para tosse alérgica

Tosse alérgica

A maioria dos médicos, sem ser os homeopatas, indicam o tratamento com anti-histamínico. Xaropes para tosse alérgica combatem a alergia e acalmam a garganta, reduzindo a tosse. O Hixizine, por exemplo, só deve ser utilizado com consentimento médico, porém é um dos mais indicado para o tratamento da tosse alérgica. Nesse componente a ação se liga nos receptores de histamina e amenizam os sintomas e desconfortos produzidos pelo excesso da alergia.

Remédios caseiros para a tosse alérgica

Como dissemos mais acima, os remédios naturais têm excelentes resultados e raríssimos casos de efeitos colaterais. Separamos alguns procedimentos caseiros que podem te auxiliar em momentos de intensas crises de tosses.

O chá de tanchagem ou xaropes de mel com orégano, possuem propriedades antitússicas, ou seja, reduzem a tosse e são uma boa opção.

Outra dica bem interessante, e simples, é tomar diariamente mel com própolis. A mistura irá fortalecer o sistema imunológico e manterá a garganta hidratada e limpa, evitando a tosse. Tome todos os dias uma colher de sopa de mel com três gotas de extrato de própolis. Misture bem os dois ingredientes e ingira de duas a três colheres por dia.

Remédio caseiro de urtiga para tosse alérgica

A urtiga é uma planta medicinal usada como desintoxicante. Ela também está na lista dos fitoterápicos que age como um calmante natural. Anote a receita:

Ingredientes

  • 200 ml de água;
  • E 1 colher de sopas de folhas de urtiga.

Preparo: Em um canecão ferva a água, por cinco minutos, juntamente com as folhas de urtiga. Desligue o fogo e deixe esfriar. Coe e beba a mistura. Você pode acrescentar uma colher de mel para adoçar o chá. A bebida pode ser consumida até duas xícaras por dia.

Remédio caseiro com rorela

Usada para tratamentos de pulmonares e tosse, a infusão de rorela é medicinal e usada a milhares de anos para esse fim. É um calmante não só para tosse alérgica, mas para diversos outros tipos de problemas similares.

Ingredientes
1 xícara de água;

2 gramas de rorela seca.

Preparo: Coloque a rorela na xícara de água fervente e deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Depois coe e beba. Esse remédio caseiro pode ser consumido em até três xícaras diárias.

Chá de tanchagem

A tanchagem é responsável por acalmar as membranas inflamadas dos pulmões. É ótima para tratar crises de asma e bronquite.

Ingredientes

1 xícara de água;

1 sachê de folhas de tanchagem.

Preparo: Coloque o sachê dentro da xícara de água e espere repousar por cinco minutos. Beba ainda morno, entre as refeições. O ideal é que você não ingira mais de três xícaras ao dia.

Lembre-se que tomar um golinho de água e chupar balas podem ajudam a hidratar a garganta e diminuir a frequência do sintoma. Mas para exterminar a tosse alérgica é preciso tomar medicamentos corretos ou investir em um bom tratamento caseiro.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (2 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...