Microvlar


O Microvlar é uma pílula anticoncepcional de uso oral e adulto que atua na prevenção da gravidez. Indicado para mulheres que não querem ser surpreendidas por uma gravidez inesperada.

Hoje em dia é possível cuidar da nossa saúde de forma consciente, principalmente do nosso futuro, assim como controlar o nosso desejo de engravidar ou não.

Cuidar também do ciclo menstrual, evitando sofrer durante a TPM é uma forma de você se preocupar com a sua qualidade de vida.

Toda mulher merece cuidar do seu corpo e do seu ciclo biológico de forma tranquila. Pensando no poder de decisão da mulher moderna, o Microvlar foi fabricado para que possa atender as necessidades das mulheres que desejam dar um basta no sofrimento das temidas cólicas menstruais e das mulheres que querem evitar uma gestação não planejada.

Para que serve o Microvlar

A pílula tem como objetivo regular o ciclo menstrual  evitando que ocorra a ovulação, sendo assim acaba prevenindo uma possível gravidez.

Como funciona o Microvlar

microvlar


Cada comprimido do medicamento conta com uma combinação de dois hormônios femininos, conhecidos como progestógeno e estrogênio.

A pílula além de regular o ciclo menstrual, também diminui consideravelmente o sangramento menstrual, ajudando também ao combate a anemia.

Microvlar benefícios

Os principais benefícios deste medicamento, além de prevenir a gravidez, ele possibilita o equilíbrio do ciclo menstrual (para que a mesma venha no dia certo), sendo um controle que visa equilibrar o organismo feminino.

Prestes a ficar no período menstrual, a mulher sente cólicas, que nada mais é do que um incomodo, dor de cabeça, sensibilidade nos seios, mal estar e variações de humor, podendo ficar irritada e sensível na mesma intensidade, deixando qualquer um que possa ficar ao seu lado apavorado.

O Microvlar é uma ótima escolha para a mulher moderna, que está no controle da situação e não quer que as pessoas percebam o seu ciclo menstrual, pois ele atua diretamente na diminuição dos sintomas da TPM.

Esse é visto como um dos grandes benefícios da pílula, controlar toda a tensão e transformações do corpo que toda mulher sofre mensalmente.

Microvlar engorda?

Engordar é uma palavra que assusta todas as mulheres, por isso o uso desse termo deve ser bastante avaliado, pois há várias formas de engordar que não necessariamente tenha a ver com o uso de algum medicamento.

Qualquer medicamento antes de ser utilizado deve contar com a orientação de um médico, pois cada organismo responde de uma forma um tratamento.

Porém, para o uso do Microvlar não existe nenhum tipo de comprovação científica de que usando o anticoncepcional a paciente tenha possibilidades de engordar.

Quando a mulher inicia a sua vida sexual, as pessoas começam a associar o uso do anticoncepcional sendo determinante para essa transformação no corpo, porém isso não pode ser confirmado, pois o corpo de cada mulher reage diferente durante o início do seu ciclo menstrual.

O que de fato ocorre é que a menstruação é uma variação hormonal e qualquer tipo de hormônios podem ser alterados de acordo com fatores externos.

Quando a mulher possui uma rotina atribulada, sofrendo de ansiedade, estresse e uma alimentação que não é regrada, tudo isso pode influenciar.

O que pode associar é que quando um grupo de mulheres que vivem nas mesmas condições, os ciclos de todas passam a ser semelhantes, mas isso não comprova que usando o anticoncepcional a mulher possa engordar.

Como tomar Microvlar

O modo de uso do Microvlar é oral e consiste na ingestão diária de 1 pílula, pela ordem que vem indicada na cartela, onde deve tomar a mesma na hora exata da primeira ingestão da pílula pelo prazo consecutivo de 21 dias.

Após o uso da cartela, deve ser realizada uma pausa de 07 dias, onde não deve ocorrer a ingestão de nenhum comprimido.

Durante essa pausa, deve ocorrer um sangramento, onde no oitavo dia, deve se iniciar uma nova cartela, independente se o sangramento ainda estiver presente.

O medicamento deve ser usado corretamente, pois tendo qualquer irregularidade em sua dosagem, podem ocasionar sintomas, além de atrasar a menstruação.

Uso de Microvlar na gravidez e amamentação

O medicamento não deve ser usado quando existe suspeita de gravidez ou durante a gestação.

Caso a paciente suspeite da gravidez e já esteja utilizando o Microvlar, deve consultar o seu médico imediatamente.

Estudos epidemiológicos abrangentes não revelaram nenhum risco de malformações congênitas em crianças nascidas por mulheres que utilizaram o medicamento durante a gestação e até mesmo antes.

Porém não foram analisados efeitos teratogênicos decorrentes da ingestão do medicamento de forma acidental, logo no início da gestação.

Em estudos realizados em mulheres grávidas, o fármaco (produto preparado farmacêutico) provocou anomalias fetais, deixando evidências de riscos para o feto, que acaba sendo maior do que qualquer benefício possível para a paciente.

Caso a paciente precise tomar a pílula durante a amamentação, deve conversar primeiramente com o seu médico, porém o Microvlar não é indicado.

Composição do anticoncepcional Microvlar

Cada comprimido do Microvlar contém 0,15 mg de  levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol.

Substâncias: amido, cera montanglicol, lactose, lactose, pigmento de óxido de ferro amarelo, talco, carbonato de cálcio, estearato de magnésio, dióxido de titânio, sacarose, povidona, glicerol e macrogol.

Contraindicações e riscos de Microvlar

O uso da pílula não é indicado, caso você apresente casos atuais ou anteriores de trombose e embolia pulmonar;

Casos atuais ou anteriores de ataque cardíaco e derrame cerebral, ocasionado por sangue (rompimento de vaso sanguíneo no cérebro);

Casos atuais ou anteriores de dores no peito, derrame e paralisia nos braços;

O contraceptivo não deve ser utilizado por pessoas que tenham enxaqueca acompanhadas por sintomas neurológicos (visuais, dificuldades nas falas, adormecimentos e fraquezas no corpo);

Diabetes mellitus (que possuem muito açúcar no sangue) e lesão de vasos sanguíneos;

Pessoas que tenham história atual ou anterior de doenças do fígado (principalmente em casos de pele amarelada e coceira no corpo;

Histórico recente ou anterior de câncer que pode ser desenvolvido devido a influência de hormônios sexuais, como órgãos genitais e câncer de mama, por exemplo;

Casos de tumores no fígado (benigno ou maligno);

Pacientes que apresentem qualquer tipo de sangramento ou escorrimento vaginal sem explicação;

O medicamento deve ser utilizado como prevenção, caso a paciente já tenha ocorrência ou já suspeita da gravidez, a pílula não é indicada;

Durante a amamentação;

Pessoas portadoras de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis);

Efeitos Colaterais de Microvlar

Os efeitos colaterais do contraceptivo conhecidos são dores abdominais, náuseas, aumento de peso, possíveis dores de cabeça, variações de humor, aumento da sensibilidade nos seios, ânsias de vômitos, possível retenção de líquidos, diarreia, coceira e vermelhidão na pelo e aumento considerável da líbido.

Precauções

Caso apareça qualquer tipo de sintomas irregulares, o paciente deve interromper o uso do contraceptivo oral e consultar o seu médico.

É também de extrema importância consultar o seu médico antes de começar a utilizar o medicamento.

Somente o ginecologista de confiança da paciente que poderá recomendar a pílula, pois isso será de acordo com o histórico clínico da paciente, fazendo com que seja evitado riscos de saúde e até mesmo na qualidade de vida feminina.

O Microvlar é eficaz para as cólicas e na prevenção da gravidez, porém isso não inibe o apoio de um profissional, por isso antes de usufruir todos os benefícios do Microvlar, conte com o auxílio do seu médico.

Superdosagem do Microvlar

Tudo que é exagerado acaba fazendo mal e se tratando de um medicamento a atenção deve ser redobrada.

Não há relatos de efeitos nocivos graves devido ao uso do medicamento em superdosagem de uma única vez.

Porém, caso isso ocorra podem aparecer náuseas, ânsias de vômitos e possíveis sangramentos na área da vagina.

Caso a ingestão ocorra de forma acidental por homens ou crianças, o médico deverá ser consultado imediatamente.

É bom ficar atenta para utilizar o medicamento de forma correta. A superdosagem é um descuido que deve ser evitado.

Armazenamento

O Microvlar  deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).

O medicamento deve ser protegido da umidade.

A paciente deve consultar na embalagem do medicamento a sua data de fabricação, validade e número do loto.

Esse medicamento não deve ser utilizado após o prazo de validade. Deixe-o guardado em sua embalagem original.

Características dos materiais do medicamento: 

Os comprimidos (drágeas) são de cor bege, onde não possuem nenhum tipo de odor (cheiro) e nem gosto especifico.

Antes de ingerir a pílula, observe o aspecto do medicamento, estando fora dessas condições o mesmo não deve se ingerido.

Caso esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança em seu aspecto, antes de ingerir o medicamento procure o farmacêutico para uma avaliação.

Assim como todo medicamento, o Microvlar deve ser mantido fora do alcance de crianças, por isso armazene o seu medicamento em um local seguro.

Valor do Microvilar

O Microvlar é um dos medicamentos que possui preços acessíveis, a sua variação é limitada, custando entre R$ 5,00 e R$ 10,00, dependendo da farmácia ou região do país.

O medicamento é encontrado em todas as redes de drogarias do Brasil.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...