Lipocavitação


A sociedade atual impôs um padrão de beleza que gera uma busca incessante pelo corpo ideal. Com o aumento da insatisfação pelo próprio corpo, muitas pessoas encontram nos tratamentos estéticos uma oportunidade de se sentirem melhor e de estarem com uma aparência mais agradável. Os tratamentos estéticos que auxiliam na redução da gordura localizada, como é o caso da lipocavitação, estão entre os mais procurados do mercado.

O que é a lipocavitação?

A camada de gordura fica situada na hipoderme, sendo importante para a sustentação e o preenchimento dos tecidos, tendo a função de armazenar energia, atuando como isolante e regulador térmico, além de ter fundamental participação no armazenamento e no transporte de vitaminas lipossolúveis, e na regulação dos hormônios corporais.

O problema de acúmulo de tecido gorduroso em algumas regiões do corpo é chamado de lipodistrofia e este ocorre em função do aumento da ingestão calórica e de menor gasto de energia pelo organismo, causando o armazenamento de gordura. A lipocavitação, que pode também ser chamada de ultracavitação ou de ultrassom de alta potência, é um tratamento não invasivo e indolor que tem a finalidade de promover e auxiliar a lipólise tecidual, ou seja, a quebra das gorduras acumuladas no tecido adiposo.

Como funciona a lipocavitação?

O mecanismo de ação da lipocavitação é a quebra da gordura através de um ultrassom de alta potência que aumenta a energia dentro das células de gorduras, formando bolhas ou cavidades de gás, que são geradas pela pressão negativa no tecido durante a ação das ondas ultrassônicas, gerando uma agitação chamada de cavitação. Com a formação destas bolhas, ocorre a ruptura da membrana celular, promovendo a saída da gordura, para o espaço entre as células, que, posteriormente, será drenada para o fígado ou para as vias linfáticas.

O processo de lipocavitação deve ser ajustado para cada caso e cada tipo de tecido tratado, regulando-se o ultrassom para altas ou baixas potências e frequências. Portanto, é necessária uma avaliação anterior sobre cada paciente para que se escolha a melhor forma de tratamento. Os aparelhos de ultracavitação encontrados no mercado apresentam uma frequência média entre 40 Hz e 60 Hz.

É importante lembrar que ao aplicar a lipocavitação, deve-se pinçar transversalmente a pele e o tecido adiposo entre a mão e o cabeçote do aparelho, utilizando-se o gel de contato para facilitar a passagem da onda e o deslizamento do equipamento. Logo após o processo, deve-se realizar uma drenagem no local em que foi realizada a lipocavitação para auxiliar na eliminação das gorduras liberadas pelas células.


Quem pode fazer

O processo de lipocavitação ajuda a remodelar o contorno do corpo, promovendo a redução de medidas e de gordura corporal. Ele é indicado para pessoas que estejam no peso ideal ou com sobrepeso, mas que tenham excesso de gordura corporal ou acúmulo de gordura em tecidos de difícil redução de medidas. Este tratamento não deve ser utilizado como solução para os casos de obesidade mórbida e também deve ser realizado sempre com a mudança de hábitos alimentares e com a prática regular de exercícios físicos.

Contraindicações

O equipamento de lipocavitação deve ser utilizado com precaução, sendo contraindicado para pacientes com algum problema de saúde e que tenham alterações nos níveis de triglicérides, de colesterol, pessoas com insuficiência renal e hepática, e que venham a ter algum problema devido ao processo de lipólise.

Outra questão é que os aparelhos de lipocavitação geram muitos ruídos, devido à transmissão óssea da onda, sendo que o mesmo deve ser evitado por pessoas portadoras de labirintite ou que utilizem aparelhos auditivos.

Riscos

O processo de lipocavitação não apresenta nenhum risco à saúde, desde que seja realizado em clínicas especializadas e que sigam o protocolo correto de utilização dos aparelhos de lipocavitação. Com a liberação das gorduras depositadas dentro das células do tecido adiposo, questiona-se que pode ocorrer o aumento da taxa de colesterol.

Porém, quando ocorre a quebra das moléculas de gorduras, estas se dividem em duas substâncias: ácidos graxos livres e glicerol. Os ácidos graxos livres, por sua vez, que poderiam causar um aumento na taxa de colesterol, são transportados pelo sistema linfático para o fígado ou para outras células. Já o glicerol é convertido em água e será eliminado pelo organismo.

De qualquer forma, sempre é recomendado que se faça uma avaliação e que se tenha o acompanhamento de um médico antes de se realizar qualquer tratamento estético.

Resultados

lipocavitação

Diversos estudos demonstraram que o processo de lipocavitação apresenta resultados expressivos com redução média de 3 a 4 kg de gordura e de redução significativa de medidas, principalmente na região do abdômen, do quadril e das coxas, após 10 sessões de tratamento, com alto grau de satisfação dos pacientes. Vale lembrar que os resultados podem variar de pessoa para pessoa e que eles também irão depender de uma alimentação equilibrada e saudável, além da prática regular de exercícios que podem estimular ainda mais a eliminação da gordura localizada.

A lipocavitação apresenta muitas vantagens, pois além de ser um tratamento invasivo e indolor, é possível se retornar normalmente às atividades cotidianas após cada sessão, sendo, inclusive, uma alternativa para a cirurgia plástica para os casos mais leves e moderados. Apesar de haver uma ótima redução de medidas corporais e de gordura com a lipocavitação, esta não permite a redução da mesma quantidade de gorduras que um procedimento cirúrgico, tais como a lipoaspiração.

Preço da Lipocavitação

Os valores cobrados para os procedimentos de lipocavitação podem variar bastante, principalmente em função do tipo de clínica estética a oferecer o tratamento. Em geral, os valores variam de R$ 600,00 a R$ 800,00 por sessão. Recomenda-se a realização de 8 a 10 sessões para se ter resultados efetivos com o procedimento, logo, o investimento total pode variar entre R$ 4.800,00 e R$ 8.000,00.

Algumas clínicas podem oferecer pacotes por preços menores, mas desconfie de locais que ofereçam o serviço por valores muito menores. Procure a orientação de profissionais da área e sempre faça uma pesquisa de preços em clínicas confiáveis. Se necessário, procure a indicação de pessoas que já passaram pelo procedimento.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...