Lexotan: Efeito, indicações e contraindicações

O lexotan é um medicamento utilizado para o controle de ansiedade e das alterações no humor do indivíduo. Normalmente é indicado em casos de perda de ente querido, e quando está se passando por uma fase difícil na vida com problemas financeiros e de estresse.

Pra que serve o Lexotan

É indicado para tratamento de pessoas que possuem ataque de pânico, compulsividade, crises de ansiedade, obsessividade, para pacientes que sofrem com esquizofrenia, e nos casos pré-cirúrgicos para aliviar a tensão.

Ele funciona junto ao sistema nervoso central, minimizando os efeitos da ansiedade e causando tranquilidade ao paciente. Doses maiores do medicamento podem levar à sedação e ao relaxamento muscular, já as doses menores são para controle de tensão e ansiedade.

É um remédio que precisa de prescrição médica para o seu consumo, já que pode causar dependência e possui contraindicações.

Contraindicações

Só um médico poderá e deverá prescrever e incentivar o uso desse medicamento, porque além do conhecimento dos efeitos positivos do remédio ele pode classificar os fatores que impossibilitam o consumo.


Listamos abaixo algumas situações onde o uso do lexotan é contraindicado:

  • Apneia do sono;
  • Epilepsia;
  • Fraqueza muscular;
  • Gravidez ou período de amamentação – no caso do uso do medicamento na gravidez, seu efeito tem ação diretamente no desenvolvimento do bebê, podendo levar a má formação;
  • Uso excessivo de álcool e drogas;
  • Alergia a benzodiazepínicos;
  • Problemas no fígado.

Dosagem do lexotan

É muito importante a consulta médica também por causa da dosagem do medicamento. Isso vai variar de acordo com o problema que o paciente tem e a gravidade dele. É muito individual e é examinado de paciente para paciente.

O comum, no entanto, é que seja recomendada a ingestão de um comprimido de lexotan de até 3mg uma vez ao dia. A recomendação é para que o medicamento seja ingerido antes de dormir.

O máximo recomendado para consumo do lexotan por dia é de 12 mg, dividido em até 4 vezes. Essa quantidade, no entanto, causa riscos à saúde, podendo levar o indivíduo à emergência médica por dificuldade de respirar.

Quando é necessário utilizar a dosagem mais alta do lexotan, o paciente precisará ficar internado por conta dos riscos de complicações. Somente fará o tratamento em casa o paciente que precise de uma dosagem leve do remédio.

Efeitos colaterais do lexotan

lexotan

O uso contínuo do lexotan pode provocar:

  • Apatia;
  • Tontura;
  • Cansaço;
  • Boca seca;
  • Perda de coordenação motora;
  • Problemas de memória;
  • Sonolência;
  • Diminuição da libido;
  • Problemas no fígado.

Dependência e abstinência

O efeito colateral mais complicado do uso do lexotan é a abstinência que ele pode causar. Por controlar a ansiedade, provocando sensações de tranquilidade e relaxamento, é fácil que o paciente fique acostumado a essa praticidade e o utilize de forma exagerada.

Quando o médico interrompe o tratamento, é comum que ocorra sintomas da abstinência. Ela pode durar algumas horas, ou semanas. Quando a abstinência é leve os sintomas são tremor, insônia, ansiedade, agitação, cefaléia e dificuldade de concentração.

Nos casos mais severos da abstinência, podem ocorrer espasmos abdominais e musculares, sudorese, delirium, alterações na percepção e até convulsão. Para evitar esse tipo de problema o especialista precisará ir finalizando o tratamento de forma gradativa.

A interrupção do tratamento de forma abrupta, ou nos casos de pacientes que se tornaram dependentes, faz com que os problemas que o levaram a consumir o medicamento retornem de forma mais agressiva.

Talvez com a necessidade de utilização de outras formas de tratamento, mais severos. Todos os remédios que são utilizados para problemas de estresse e ansiedade tendem a oferecer o risco da dependência.

No dia a dia cada vez mais corrido e complicado, o lexotan acaba sendo utilizada como válvula de escape e oportunidade para se manter equilibrado e orientado. No entanto, o uso indiscriminado prejudica muito a saúde mental e emocional do paciente.

Quando o paciente apresenta abstinência é necessário que tenha um acompanhamento médico próximo e apoio. A abstinência poderá fazer com que ele desenvolva problemas psicológicos delicados.

Lexotan  ajuda a emagrecer?

A busca compulsiva pela perda de peso faz com que as pessoas procurem diversas formas, diversos medicamentos e muitas vezes nem procura orientação médica para isso.

Como o lexotan diminui a ansiedade e o estresse, ele diminui também a compulsão pela comida. A ansiedade é uma das causas do ganho de gordura, pois faz o indivíduo comer o tempo inteiro de forma excessiva.

Ansiedade faz com que as pessoas acabem comendo o que vem pela frente, já que a satisfação causada pela comida inibe os sintomas.

Pacientes que fizeram tratamento à base do lexotan relatam efeitos diferentes sobre o emagrecimento. Muitos afirmam que perderam o apetite durante o tratamento, mas que quando ele finalizou o apetite veio em dobro e passou a engordar.

É importante lembrar que existem pessoas que não são compulsivos para comer, mas que se alimentam muito mal. Tendo uma “dieta” baseada em alimentos gordurosos, com açúcar em excesso e frituras.

Nesses casos o efeito de inibição de apetite que o lexotan tem não impedirá que o individuo ganhe gordura corporal. Ele continuará engordando e não sentirá nenhum efeito positivo para o emagrecimento.

Outros pacientes, no entanto, já descrevem que emagreceram consideravelmente com o uso.

Cientificamente o medicamento não causa nenhuma alteração fisiológica que faça o paciente ganhar peso, ou seja, ele não engorda.

E não é aconselhado para consumo com o objetivo de emagrecer já que, mesmo diminuindo a fome obsessiva, sozinho ele não fará com que o paciente perca peso milagrosamente.

Quem quer ficar em forma precisa mudar os hábitos alimentares, ingerir muita água e praticar exercícios físicos regularmente.

Achar que o uso de um medicamento poderá fazer com que o indivíduo chegue ao corpo ideal é utopia. Normalmente, os medicamentos que conseguem ter esse efeito, causam grandes males ao organismo.

Onde comprar e qual o  preço de Lexotan?

É fácil encontrar o lexotan nas farmácias da cidade. Não precisa ser uma farmácia especial para isso. No entanto, é necessário que o paciente esteja com a receita médica para conseguir comprá-lo. O preço irá variar de acordo com a unidade de venda e com a quantidade do medicamento.

É possível encontrar o lexotan com preços entre R$15 a R$40.