Graviola – Conheça todos os benefícios dessa fruta!

A busca por plantas, frutos e ervas que tenham substâncias que possam ser utilizadas para fins medicinais é bastante difundida ao redor do mundo. Muitos estudos têm sido realizados para se identificar possíveis recursos que possam melhorar a qualidade da saúde e para maior expectativa de vida. O Brasil possui uma riqueza vegetal imensa que ainda pode ser explorada e utilizada para o desenvolvimento de novos medicamentos, como é o caso da graviola.

Atualmente, é possível se ver o aumento impressionante de problemas relacionados à má alimentação, ao sedentarismo e ao excesso de estresse, assim como o crescimento dos índices das doenças cardiovasculares e também de diversos tipos de câncer. Por este motivo, os estudos relacionados aos benefícios das plantas e frutos, entre eles a graviola, cresceram consideravelmente nos últimos anos.

Para o que serve a graviola?

A graviola pertence a um grupo de plantas de clima tropical, do gênero Annona, e sua árvore normalmente pode atingir até 10 metros de altura, possuindo uma casca aromática e fruto que pode medir até 30 centímetros de comprimento, de cor verde-escura e polpa branca, macia e de sabor doce e levemente ácido.

A gravioleira é cultivada em países como a Venezuela, Costa Rica, Porto Rico e Brasil, principalmente, na região nordeste, onde os frutos são utilizados para a fabricação de diferentes tipos de produtos, tais como sorvetes, geleias, doces, compotas e sucos (natural, concentrado e o néctar). A polpa da graviola também pode ser congelada, conservando-se muito bem em câmaras frias, podendo, posteriormente, ser embalada e exportada.

Benefícios da graviola

A polpa da graviola é rica em diversos nutrientes, além de componentes bioativos e fitoquímicos, sendo uma ótima fonte de vitaminas do complexo B, vitamina A, vitamina C, contendo alto teor de fibras e proteínas, fósforo, cálcio, ferro, magnésio, além de gorduras boas. Alguns estudos mostraram que o caule é excelente para o tratamento da pressão alta, ajudando a melhorar a circulação sanguínea, funcionando também como antiespasmódico, vasodilatador, relaxante muscular e contendo propriedades antifúngicas e também anti-inflamatórias. O extrato das sementes de graviola também tem função antibacteriana.


Diversos estudos mostraram que a polpa da graviola tem grande importância medicinal, sendo utilizada como antiviral, antiparasita, adstringente, antirreumático, anti-leishimania, entre muitos outros. Por conter alto teor de fibras, a graviola auxilia no controle da quantidade de açúcares do sangue e ajudando a evitar problemas como a diabetes.

Graviola contra o câncer

Em 2009, um relatório da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer mostrou que o impacto global do câncer mais que dobrou em 30 anos. Somente no Brasil, em 2010, foram identificados mais de 480 mil casos novos de câncer. Em função disto, sabe-se da enorme necessidade em que continuar buscando o desenvolvimento de ações para controle e também tratamento da doença.

Na busca por novos tratamentos e também por novas substâncias que possam auxiliar no tratamento contra o câncer, Oberlies, Chang e Mclaughlin, em 1997, descobriram os benefícios potenciais da graviola em seus estudos, a partir do extrato das folhas, que apresentou atividade eficiente no controle das células tumorais, abrindo assim o caminho para diversos outros estudos que seriam realizados sobre a graviola. Alguns testes mostram que o chá das folhas de graviola pode combater as células cancerígenas, isto acontece por causa do princípio ativo acepitamina que é anticancerígeno.

Chá de graviola

Os chás são utilizados há milênios por diferentes povos para tratar e prevenir diversas doenças. O chá de folhas de graviola é pouco conhecido, mas este contém muitos benefícios para a saúde, sendo bastante utilizado para tratar:

graviola

  • A asma,
  • A artrite,
  • As cólicas,
  • Diarreia,
  • Depressão,
  • Insônia,
  • Reumatismo,
  • Prisão de ventre,
  • Doenças hepáticas,
  • Enxaquecas,
  • Gripes,
  • Auxiliando a reduzir o colesterol
  • E alguns problemas no aparelho digestivo (gastrite e úlcera).

Como fazer o chá:

Para fazer o chá de graviola, basta juntar um pouco das folhas da fruta já limpas e higienizadas (utilize em torno de 8 folhas para cada litro de água) num recipiente e acrescentar água filtrada e fervida, deixando em infusão por aproximadamente 15 minutos. Basta coar e está pronto. Vale lembrar que o chá deve sempre ser consumido no mesmo dia em que for feito.

Suco de graviola

O suco da graviola pode ser feito com a polpa, sendo bastante refrescante. Ele tem muitos benefícios, contendo propriedades anticancerígenas, principalmente pela presença de antioxidantes em sua composição que também atuam prevenindo o envelhecimento precoce, além de ser rico em vitamina C que estimula o fortalecimento do sistema imunológico.

Como fazer o suco:

Para fazer o suco de graviola, basta bater a polpa de uma fruta com um copo de água no liquidificador, podendo-se colocar outras frutas ou tipos de sucos para dar mais sabor. Evite utilizar açúcar que pode aumentar muito a quantidade de calorias e também atrapalhar no processo de redução de medidas e, se quiser adoçar, escolha algum adoçante da sua preferência.

Graviola emagrece

De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), cada 100 g de graviola contém 62 calorias, que é um valor relativamente baixo se comparado a muitos outros alimentos. A graviola ajuda a emagrecer, pois contém grande quantidade de potássio que atua como diurético no organismo, promovendo a redução dos líquidos retidos e auxiliando bastante na diminuição do inchaço e na perda de medidas.

Além disso, por conter alto teor de fibras, a graviola auxilia bastante no controle do apetite, aumentando a saciedade, promovendo menor ingestão de calorias diárias, contribuindo, assim, para o processo de emagrecimento. Outra função fundamental das fibras é a regulação do intestino, auxiliando na eliminação de toxinas, melhorando a absorção de nutrientes e ajudando na redução de peso.

É possível se ingerir a fruta in natura ou através de sucos e chás na dieta. A graviola também pode ser encontrada em forma de cápsulas, sendo vendida em lojas especializadas em produtos naturais. Para que se tenha resultados realmente expressivos de redução de peso, é necessário que haja um controle de todas as refeições ao longo dia, realizar o aumento da ingestão de água e também se criar uma rotina regular de exercícios físicos para aumentar o gasto calórico diário.