O mal comum da garganta inflamada


É ter uma modificação no tempo, ou você tomar um banho de chuva, tomar um sorvete em um tempo frio, que provavelmente você começará a sentir aquela dorzinha na região do pescoço. Isso é sinal que você está com a garganta inflamada.

Junto com ela vem ardência, dificuldade para engolir e tosse seca. Em alguns casos pode causar febre e vir acompanhada dos sintomas de gripe, como coriza, espirro e moleza no corpo.

É um problema que pode ser tratado com remédios manipulados por laboratório ou caseiros. As pessoas mais tradicionais utilizam diversas formas de aliviar os efeitos que a garganta inflamada causa.

Sintomas

Os sintomas que aparecem quando estamos com a garganta inflamada são fáceis de reconhecer. Listamos alguns deles para que você possa verificar se está com esse problema:

  • Dor na garganta (sintoma mais comum);
  • Inchaço ou vermelhidão na garganta;
  • Mau hálito e ínguas no pescoço;
  • Tosse seca;
  • Dificuldade de engolir;
  • Dor ao falar;
  • Aparecimento de aftas.

Caso haja febre abaixo de 38.3ºC, a infecção da garganta foi causada por um vírus. Caso a febre seja superiora 38.3ºC, a causa é ação bacteriana.


Causas

Existe a possibilidade de a garganta inflamada ter sido causada através de consumo excessivo de bebidas alcóolicas, refluxo, ou inalação de substâncias tóxicas. Também pode ser o resultado de uma gripe e/ou resfriado, ou pode ser reação ocasionada por 3 problemas de garganta: a laringite, faringite e amigdalite.

  • Laringite: Inflamação da laringe causa rouquidão, ou perda de voz;
  • Faringite: Inflamação da faringe. A faringe fica na parte de baixo da garganta, entre a laringe e as amigdalas;
  • Amigdalite: Inflamação das amigdalas.

Para esses três tipos inflamações, pode haver origem viral, bacteriana e não infecciosa.

Garganta inflamada por origem bacteriana – 20% dos casos

Nesse caso, é comum a ação da mesma bactéria, estreptococos, mas em três diferentes grupos:

  • Estreptococos do grupo A (o tipo mais comum);
  • Estreptococos do grupo C;
  • Estreptococos do grupo G.

Garganta inflamada por origem viral – 50% dos casos

  • Gripe (causada pelo vírus Influenza);
  • Resfriado (causado pelos vírus Rinovírus, Adenovírus, Vírus Sincicial respiratório, Corona vírus, Parainfluenza);
  • Mononucleose (causado pelo vírus Epstein Barr Vírus).

Garganta inflamada por origem não infecciosa

  • Alergias;
  • Frio e baixa umidade do ar;
  • Cigarro ou álcool;
  • Refluxo;
  • Uso excessivo da voz;
  • Tumor na laringe ou na orofaringe.

Retirar as amígdalas resolve o problema de garganta inflamada?

garganta inflamada

Não! Como já falamos mais acima, além da inflamação nas amígdalas, a inflamação na laringe e na faringe também são os motivos da garganta inflamada. Retirar as amígdalas não te deixará livre desse incomodo!

A amigdalectomia (a operação cirúrgica para retirada das amígdalas) é prescrita no caso de um portador de amígdalas muito grandes a ponto de atrapalhar o processo respiratório do corpo humano, ou que causem ronco, mau hálito ou quando há abscessos.

A operação também é indicada para crianças que já passaram por mais de 6 casos de faringite estreptocócica por ano. No caso dos adultos, quase não há aconselhamento para a operação, porque é provável que a intervenção cirúrgica não cause melhora, transferindo o quadro de crises de amigdalites para crises de faringite (que é quase a mesma coisa).

Tratamento

O tratamento da garganta inflamada pode ser somente através de um anti-inflamatório (como a nimesulida), mas se a inflamação passar para uma infecção o médico deverá prescrever antibióticos. Para qualquer sintoma de garganta inflamada você deverá procurar um médico especialista, nesse caso é o otorrinolaringologista.

Os remédios receitados mais comuns são:

  • Ibuproneno;
  • Amoxilina (o mais recomendado pelos especialistas);
  • Nimesulida;
  • Penicilina.

É importante seguir as orientações médicas fielmente. Parar o tratamento ao primeiro sinal de melhora, ou passar a ingerir o remédio em uma dosagem maior ou menor, pode causar problemas sérios.

Interromper o tratamento ao achar que já está curado é um grande engano. Os sintomas podem desaparecer, mas as bactérias ainda estarão alojadas na garganta. Sendo assim, a interrupção fará com que todos os problemas retornem.

Também é importante evitar fazer o uso do mesmo antibiótico, visto que as bactérias podem se tornar resistentes e o efeito do medicamento não fazer mais efeito.

Remédios caseiros

Para quem prefere usar os métodos mais naturais, existem inúmeras possibilidades de remédios caseiros, que são fáceis de produzir e que possuem efeito, muitas vezes mais poderoso do que os industrializados.

No entanto, é importante ter cuidado e pesquisar antes sobre os produtos que irá utilizar, para ver se existe algum tipo de efeito colateral ou se o consumo deles irá realmente melhorar o seu problema de garganta inflamada.

Muitos remédios caseiros muito utilizados, como o mel, por exemplo, não tem efeitos comprovados a favor da garganta inflamada. Nesse caso, não existe nenhum tipo de estudo sobre o efeito que ele pode ter.

Veja abaixo alguns remédios que possuem efeito positivo contra a garganta inflamada:

  • Chá de limão com mel e gengibre: É rico em vitamina C e é antibactericida. Para fazer o chá é preciso acrescentar a 1 xícara de água fervente, 1 limão em fatias, 1 pedaço de gengibre, coar e adoçar com mel. O recomendado é tomar 2 vezes por dia.
  • Chá de álvia, malva ou alteia: É anti-inflamatório, e possui propriedades capazes de lubrificar a garganta, aliviando o incomodo. Para fazer o chá é preciso adicionar uma colher de sopa da erva escolher a 1 xícara de água fervente.
  • Gargarejo com água morna s sal: É antimicrobiano e ajuda a eliminar os microrganismos da garganta, aliviando os sintomas.
  • Vitamina de morango com mel: O morango tem vitamina C que ajuda a aumentar a defesa do organismo, enquanto o mel pelo seu aspecto lubrifica a garganta. Para fazer a vitamina é preciso bater no liquidificador 6 morangos, 1 copo de leite e 1 colher de mel.
  • Chá de gengibre: O gengibre é um dos antibactericidas naturais mais poderosos que existe! Para fazer o chá é preciso de 1 cm de gengibre e 1 xícara de chá de água fervente. É recomendado que se faça o consumo desse chá por três vezes ao dia. Em cerca de 2 ou 3 dias os efeitos da inflamação vão desaparecendo.

Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...