Conjuntivite Alérgica


Uma das alergias que mais ataca os olhos é conhecida como conjuntivite alérgica.  Nesse artigo, vamos explicar um pouco sobre quais os sintomas, tipos de conjuntivite e quais os tratamentos disponíveis.

Causas da conjuntivite alérgica

A conjuntivite alérgica ocorre quando algo que nos causa alergia atinge a conjuntiva. A conjuntiva que é uma fina membrana que cobre o globo ocular e o interior da pálpebra.

Conheçam os sintomas mais comuns da conjuntivite alérgica

  • Prurido e/ou coceira.
  • Edema nas pálpebras.
  • Hiperemia -> Aumento de sangue na região afetada.
  • Formação de carocinhos na conjuntiva superior conhecidas como papilas.

Saibam quais são as formas de conjuntivite alérgica

  • Conjuntivite alérgica perene -> Se apresenta de forma leve durante todo o ano. É uma forma crônica da conjuntivite, porém de leve intensidade. Geralmente este tipo de conjuntivite é causada por ácaros e fungos.
  • Conjuntivite alérgica de contato -> Geralmente ela acontece quando o indivíduo adquiri alergia a cosméticos, maquiagem, perfumes, colírios e substancias químicas que de alguma maneira entra em contato com a conjuntiva.
  • Conjuntivite alérgica aguda -> A conjuntivite aguda é quando a reação alérgica acontece de repente e de forma intensa, assim que o indivíduo entra em contato com um alérgeno conhecido, como por exemplo, partículas de poeiras encontradas em tapetes. Os sintomas são bastante severos, entretanto quando tratado de imediato desaparecem em até 24 horas.
  • Conjuntivite alérgica sazonal -> A conjuntivite sazonal mais conhecida é a primaveril, ela ataca os indivíduos por causa da quantidade de pólen carregado pelo ar nesta época do ano, entretanto nas outras estações o ano também pode-se desenvolver a conjuntivite sazonal.
  • Conjuntivite alérgica papilar gigante -> A maioria dos indivíduos que desenvolvem este tipo de conjuntivite são usuários de lentes de contato, principalmente as que são gelatinosas. Geralmente os sintomas também são muito severos e devem ser acompanhados pelo oftalmologista que em alguns casos suspende o uso das lentes.

Tratamento e prevenção da conjuntivite alérgica

O diagnóstico da conjuntivite é até fácil de ser feito, basta uma observação detalhada dos olhos e é claro ela deve ser feita por um profissional da área médica.

Os medicamentos mais usados no tratamento da conjuntivite alérgica são os anti-histamínicos, anti-inflamatórios, imunomoduladores e medicamentos à base de corticoides. Entre eles podemos destacar:

Conjuntivite Alérgica

Porém é preciso ressaltar que apenas um médico pode receitar tais medicamentos. Não faça o uso de destes ou de qualquer outro medicamento sem prescrição médica.

A prevenção da conjuntivite alérgica deve ser feita através de algumas medidas diárias simples, sendo estas:

  • Fazer a limpeza diária dos ambientes evitando o acúmulo de poeira em cortinas, tapetes, bichos de pelúcia, cobertores, etc.
  • Evitar levantar poeira na limpeza da casa. Limpe o chão com um pano úmido.
  • Evitar a qualquer custo coçar os olhos, pois podem causar lesões graves.
  • Para as crises mais agudas, aconselha-se a fazer compressas geladas para alivias os sintomas.
  • Evite contato com tapetes e carpetes.
  • Mantenha os ambientes livres de mofo e fungos.
  • Forre travesseiros com tecido antialérgico.
  • Evite contato com lã, flores e animais.

Considerações Finais

A conjuntivite alérgica pode ser desencadeada por vários fatores, principalmente quando o indivíduo entra em contato com um alérgeno em potencial.

São vários os tipos de conjuntivite, perene, aguda, contato, papilar gigante e sazonal. Para todos os casos é preciso uma avaliação médica e todos os medicamentos deve ser prescrita pelo profissional de saúde.

É possível fazer a prevenção da conjuntivite alérgica eliminando o acúmulo de poeira em todos os ambientes da casa, contato com tapetes, bichinhos de pelúcia, carpetes, etc. Evite coçar os olhos, contato com lã, flores e animais.

A conjuntivite alérgica atingi milhares de pessoas todos os anos, o melhor remédio continua sendo a prevenção. Qualquer sintomas que você constatar, procure um médico imediatamente.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...