Bronquite crônica


A bronquite se dá quando ocorre a inflamação das principais vias aéreas, responsáveis por levar oxigênio aos pulmões. Ela se apresenta de duas maneiras, bronquite aguda e bronquite crônica.

Neste artigo você vai saber mais sobre a bronquite crônica. Encontrará aqui as informações sobre as causas, sintomas e tratamento para a bronquite crônica.

 Quais são as causas da bronquite crônica?

Segundo a medicina uma das principais causas da bronquite crônica é o tabagismo e/ou fumo. Entretanto outros fatores podem desencadear a bronquite crônica, como por exemplo, poluição, gases tóxicos que são encontrados no meio ambiente, ambiente do trabalho entre outros fatores externos. A bronquite crônica é considerada um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica – DPOC.

Fatores de risco para desenvolver a bronquite crônica

Fumar causa bronquite crônica

Os médicos consideram alguns fatores de risco para que o indivíduo possa desenvolver a bronquite crônica, entre eles podemos destacar:

  • Tabagismo – O hábito de fumar é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da bronquite crônica.
  • Baixa imunidade – Quando o indivíduo apresenta um quadro de baixa imunidade, devido a alguma outra patologia, como por exemplo, gripe, infecção grave, ou outra condição crônica como a Aids.
  • Faixa etária – Bebês, crianças menores de 07 anos e idosos estão mais propensos a desenvolver a bronquite crônica.
  • Exposição continua a agentes irritantes – As chances de contrair a bronquite crônica se trona maior quando o indivíduo fica exposto a agentes externos irritantes, como por exemplo, gases, poeira, dentre outros.
  • Refluxo gástrico – Patologias que causam o refluxo gástrico podem contribuir diretamente para a ocorrência da bronquite crônica.

Conheçam os principais sintomas relacionados a bronquite crônica:

Os sintomas da bronquite crônica são bastante recorrentes, eles são os mesmos apresentados no quadro da bronquite aguda.

  • Dificuldade para respirar, falta de ar.
  • Fadiga.
  • Tosse com presença de muco.
  • Ronco com chiado no peito.
  • Desconforto no peito.
  • Febre e calafrios.

Sintomas não muito comuns da bronquite crônica:

  • Lábios roxos devido ao baixo nível de oxigênio no organismo.
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e pés.
  • Infecções constantes do trato respiratório, como gripes e resfriados.

Diagnosticando a bronquite crônica

Ao detectar os primeiros sintomas o ideal é buscar ajuda médica, entretanto nem sempre o diagnóstico é feito na primeira consulta. Muitas vezes os sintomas da bronquite se confundem com os de uma gripe. Alguns exames laboratoriais podem ser necessários, entre eles:

  • Raio X do tórax.
  • Exame de expectoração.
  • Oximetria de pulso.
  • Testes de funcionamento do pulmão.

Tratamento para a bronquite crônica

Alguns casos de bronquite se resolvem naturalmente. Contudo na maioria das vezes a bronquite crônica requer tratamento. O seu médico é que deve prescrever qual o melhor tipo de tratamento para cada caso, os tratamentos mais usuais são:

  • Uso de antibióticos, caso ocorra infecção bacteriana. Vale ressaltar que na maioria das vezes as bronquites são causadas por vírus.
  • Xaropes para tosse.
  • Antialérgicos, medicamentos para asma e para outras doenças DPOC – Doença pulmonar obstrutiva crônica, também são prescritos com frequência.
  • Inalação para abrir as vias respiratórias, amenizar os chiados no peito e a falta de ar.

Os medicamentos mais usados para o tratamento para bronquite crônica:

Alerta -> Todo e qualquer medicamento deve ser prescrito por seu médico de confiança. O uso de medicamentos por contra própria pode colocar sua vida em risco.

Saiba como conviver melhor com a bronquite crônica

Algumas medidas podem facilitar a vida do paciente com bronquite crônica entre elas destacamos:

  • Evite o tabagismo.
  • Ingira bastante água todos os dias.
  • Repouso.
  • Faça o uso do medicamento corretamente para obter os resultados corretos aliviando os sintomas da bronquite crônica.

A bronquite crônica deve ser tratada para evitar complicações, como por exemplo, enfisema pulmonar, hipertensão pulmonar, insuficiência cardíaca, entre outros.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...