Azitromicina serve para que? – Indicações, Posologia, Bula, Suspensão e mais…


O nome pode parecer um pouco complicado, mas a Azitromicina é um antibiótico semelhante a propriedade da eritromicina que trata infecções geradas por organismo suscetíveis, doenças do trato respiratório inferior (bronquite e pneumonia), do trato superior (sinusite e faringite), e infecção na pele e tecidos moles.

Para que serve Azitromicina?

Cada comprimido de Azitromicina possui 500 miligramas e cada um possui excipientes como fosfato de cálcio dibásico, laurilsulfato de sódio, amido, álcool polivinílico, dióxido de titânio, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, macrogol e talco.

O antibiótico impede que as bactérias, sensíveis a Azitromicina, produzam proteínas (usadas para se reproduzirem). Sua ação acontece de duas a três horas após ingerir o remédio.

Utilizada para combater infecções do trato respiratório, entre elas sinusite, bronquite, pneumonia e faringite, o medicamento também auxilia em infecções genitais e no tratamento das doenças sexualmente transmissíveis (tanto homens quanto mulheres), originária do vírus Chlamydia trachomatis.

A Azitromicina atua de modo eficaz no tratamento do cancro (reprodução descontrolada das células que interfere na função dos tecidos e órgãos).

Azitromicina serve para que?


As propriedades da Azitromicina

O medicamento é um antibiótico oral, disponível também pelos nomes Azi, Zitromax, Azimix e Astro, todos com a mesma função de cuidar de infecções motivadas por bactérias.

Podendo ser encontrados em caixa de 500 e 1000 miligramas ou em pó para suspensão de 40 miligramas/ ml, as duas versões só podem ser adquiridas com receitas médicas, após a indicação de um profissional.

A Azitromicina integra a família química tratada como azalídeos, derivados dos macrolídeos, que acontece através de um átomo de nitrogênio do anel lactônico da eritromicina A. O medicamento atua na inibição da proteína bacteriana para que ela não seja transportada.

Apesar de combater fortemente diversas bactérias, entre elas Staphylococcus aureus, a Azitromicina encontra resistência contra cepas gram-positivas que resistem à eritromicina, como a Streptococcus faecalis (enterococos).

Distribuições das substâncias Azitromicina pelo corpo

O medicamento é fácil de ser distribuído pelo organismo, encontrando os picos de concentrações em duas ou três horas, perdurando no corpo humano de dois a quatro dias.

Em estudos realizados em voluntários, com mais de 65 anos, foi notificado um pequeno aumento de valores da área sob a curva (AUC) depois de um regime de cinco dias, se comparado com voluntários, menores de 40 anos.

A biodisponibilidade foi observada e não houve nenhuma diminuição, significante, quanto a substância ser ingeridas com alimentos gordurosos, tanto antes, durante ou depois das refeições. Ou seja, pode ser ingerido em qualquer horário sem afetar sua fórmula.

Contraindicações do Azitromicina

Azitromicina

Indivíduos com insuficiência renal leve, devem estar atentos para qualquer alteração no organismo. Mesmo não sendo notificado nenhuma modificação grave, se torna necessário avisar ao profissional da sua situação. Quanto ao uso de pessoas com problemas renais mais graves, não existe registros farmacocinéticos. Nos casos analisados, foi encontrado concentrações de Azitromicina na urina, entretanto nada que comprometa as funções dos rins.

É possível notar nas pesquisas, que a substância do medicamento é encontrada em maior quantidade nos tecidos – 50 vezes mais do que no plasma.

Cerca de 12% da dose intravenosa acaba sendo expelida pela urina em até três dias e a maioria nas primeiras 24 horas. Também foi possível encontrar grandes concentrações, inalteradas, na bile acompanhada por 10 metabólitos.

Pessoas que apresentam qualquer alergia, hipersensibilidade ou reações aos componentes das fórmulas da Azitromicina, não devem fazer uso.

O medicamento pode ser ingerido a qualquer momento, com ou sem acompanhar as refeições. Todavia, a melhor opção é seguir as orientações médicas, tomar nos horários especificados e consultar o profissional a qualquer dúvida ou reação adversa. Tanto para adultos ou idosos a quantidade receitada não sofrerá redução.

Não foi registrado nenhum dado que afirme que o remédio afete a habilidade de dirigir ou operar máquinas.

O maior caso a se analisar são as reações alérgicas, que podem surgir através da eritromicina e macrolídeos. Em pacientes sensíveis aos componentes podem aparecer a angioedema (doença confundida com urticária, uma espécie de inchaço nas camadas mais profundas da pele) e anafilaxia (reação alérgica aguda, grave e que pode, muitas vezes, levar à morte).

Vale ressaltar que o fígado é o principal excretor do medicamento e pessoas que sofrem com disfunção hepática podem ter o caso agravado.

É preciso analisar todas as ações dos antibióticos e notar se ele realmente está combatendo o problema e se o crescimento de organismo suscetíveis parou.

azitromicina posologia

Grávidas e lactantes podem tomar Azitromicina?

As pesquisas sobre o remédio mostraram que ele ultrapassa o limite da placenta, mas não provoca danos ao feto. Também não houve relatos da Azitromicina ser expelida no leite materno.

Mas como já mencionado acima, apenas o médico poderá indicar o medicamento, principalmente para uma gestante. Em caso de uso, o profissional acompanhará a paciente e pedirá frequentemente exames para monitorar a saúde da mãe e do bebê. A mesma dica vale para as mulheres que amamentam.

Como guardar o medicamento

Todo o remédio precisa ser mantido em temperatura ambiente – 15º e 30º – longe da umidade. Prazo de validade e data de fabricação se encontram na caixa do produto, do lado externo. Normalmente é valido por 24 meses a partir da fabricação. Não utilize se o medicamento já estiver com a validade avançada. Muitas vezes você pode agravar a situação.

Azitromicina Posologia

Deve ser administrado em dose única a qualquer hora do dia.

Em adultos:

  • Para doenças sexualmente transmissíveis (DST), o indicado é dose única de 1000 miligramas.
  • Outros tratamentos podem ser ingeridos até 1500 miligramas, dividido por três dias de 500 miligramas.

Crianças acima de 45 quilos:

  • Somente para crianças com mais de 45 quilos, a recomendação é a mesma dosagem que os adultos.

Se esquecer de tomar o medicamento no horário estipulado, tome assim que lembrar. Caso esteja perto da próxima dose, pule a dose perdida e tome a seguinte, continuando a sequência. Procure tomar seus remédios sem erros para garantir a eficácia do tratamento. Não aumente e nem diminua as doses por conta própria.

Ingeridos em excesso, a Azitromicina pode acarretar alguns problemas como:

  • Náuseas;
  • Vômitos e diarreias;
  • Desconforto abdominal (cólicas);
  • Dores de cabeça e tontura.

Leia sempre a bula e não tome medicamentos sem receitas médicas. A Azitromicina não é um medicamento de grande risco, mas quando o assunto é automedicação, todo o cuidado é pouco.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (12 votes, average: 4,08 out of 5)
Loading...