Astigmatismo: Como você vê


Você está tendo dificuldades em enxergar as coisas com nitidez, independente da distância? Quando está lendo alguma coisa sente que as letras e palavras estão sendo desfocadas? Tem sentido ardência nos olhos? Isso pode ser um sintoma do astigmatismo! A primeira e mais importante atitude a se tomar é ir numa consulta com o seu oftalmologista. Só ele poderá detectar a doença e indicar o melhor tratamento para ela.

Não fique assustado! O astigmatismo é muito comum em pessoas do mundo inteiro e tem formas de tratamento tão simples quanto uma ida ao médico. O importante é procurar ajuda assim que apresentar os sintomas e seguir à risca as recomendações que serão feitas. Assim o problema será resolvido sem dificuldades.

O astigmatismo é uma necessidade de correção visual, uma doença ocular. Sua deficiência causa uma formação de imagens que possuem vários focos distintos em eixos diferentes. A visão se torna borrada ou distorcida em qualquer distância, dependendo do seu grau. A sensação é parecida com a distorção causada por um pedaço de vidro ondulado.

Curiosamente, as pessoas que são diagnosticadas com astigmatismo, normalmente também são míopes ou hipermetropes. É uma doença que pode acontecer em qualquer pessoa, de qualquer idade e não há uma origem exata para a sua causa. Um dos motivos comuns da presença dela é a hereditariedade.

Caso você seja diagnosticado com astigmatismo, faça uma consulta sobre a sua família e provavelmente verá que seus parentes tiveram ou tem o mesmo problema. Mas a hereditariedade não é obrigatória. Os traumas na córnea são o que de fato ocasionam o problema.

O motivo do astigmatismo é a dificuldade da luz do sol focar em um único ponto do olho. Quando a córnea (superfície do olho) ou o cristalino tem uma estrutura irregular, a luz não se concentra corretamente na retina, embaçando as imagens.


Normalmente a córnea e/ou cristalino tem aspecto circular, parecendo com uma bola. No astigmatismo existe uma alteração, uma má formação, modificando-os para uma forma pontiaguda, assemelhando-se com uma bola de futebol americano.

As imagens que os olhos transmitem para o cérebro só conseguirão ser nítidas se a luz dos raios solares se concentrarem em um único ponto da retina. É parecido com o funcionamento de uma câmera fotográfica.

Sintomas

No astigmatismo brando a maioria dos casos é assintomático, o que faz com que o diagnóstico seja dificultado podendo levar a uma evolução no problema. Mas, o mais comum em pessoas que tem um astigmatismo mais intenso, é a dificuldade de enxergar com clareza em algumas distâncias.

Outros sintomas que ocorrem é a dor de cabeça, dor nos olhos e sensação de ardor. Algumas pessoas apresentam hiperemia conjuntival (olhos vermelhos).

Tipos de astigmatismo

Baseados na estrutura assimétrica

  • Astigmatismo corneal: Córnea com formato irregular;
  • Astigmatismo lenticular: Lentes com formato irregular.

Baseados nos meridianos principais

  • Astigmatismo regular;
  • Astigmatismo irregular.

Baseados nos focos dos meridianos principais

  • Astigmatismo simples;
  • Astigmatismo hipermétrope simples;
  • Astigmatismo miópico simples;
  • Astigmatismo composto;
  • Astigmatismo hipermetrope composto;
  • Astigmatismo miópico composto;
  • Astigmatismo misto.

Como é feito o diagnóstico

Por mais que você apresente alguns sintomas ou até mesmo todos os que apresentamos aqui, isso não significa que você tem astigmatismo. É necessário realizar alguns procedimentos médicos para que o diagnóstico seja feito de forma correta. Então, assim que houver qualquer dificuldade na sua visão procure o seu médico.

O oftalmologista poderá utilizar dois métodos distintos para verificar se você realmente possui o astigmatismo. Um deles é por meio da tonometria e o outro pela acuidade visual. Veja abaixo como eles funcionam:

  • Tonometria: É um instrumento utilizado pelo especialista capaz de medir a pressão do olho;
  • Acuidade visual: Mede a capacidade de visualização de objetos, pessoas e paisagens em diferentes distâncias.

Tratamento

astigmatismo

Diagnosticado com astigmatismo, moderado ou não, será necessário que você faça um tratamento médico para correção. O procedimento recomendado é o uso de lentes de contato ou óculos que possuam uma lente tórica ou cilíndrica. O objetivo é o auxílio para que os raios de luz se concentrem em um único ponto.

Em casos mais graves é necessário que haja uma intervenção cirúrgica a laser, ou o procedimento de ceratotomia astigmática.

Há também os que possuem ceractocone, que é um astigmatismo mais grave, onde o formato da córnea é assemelhado com o formato de um cone. A sua incidência é rara, mas nesses casos o tratamento é mais específico. Para ele é necessário o uso de lentes de contatos especiais e o procedimento cirúrgico.

Para pessoas com mais de 40 anos o tratamento pode ser feito através do uso de lentes multifocais ou bifocais. O tratamento do astigmatismo vai se diferenciar de acordo com o paciente e suas necessidades.

Há também a cirurgia refrativa, que é um procedimento considerado simples e não precisa da internação do paciente. Ela remodela a superfície da córnea e ajuda para que a visão volte ao normal.

O uso das lentes de contato

Um problema sério e que pode ajudar a agravar o astigmatismo é a circulação das lentes de contato nos olhos. Isso causa irritação e pode modificar o formato da córnea. Tome cuidado com o manuseio correto das suas lentes, a sua higienização e lembre-se de só comprar em locais confiáveis e com prescrição médica.

Para o tratamento do astigmatismo, é comum que os oftalmologistas aconselhem o uso das lentes tóricas. Elas são diferenciadas por possuírem uma parte inferior mais espessa, o que impede que girem quando estão nos olhos.

Este aspecto também vai ajudar para que a lente seja orientada de uma forma mais consistente e permita uma melhor acuidade visual. É possível que também beneficie quanto à simplificação da adaptação do uso e na diminuição do tempo necessário com idas e supervisão médica.

Se o seu médico falar sobre as lentes tóricas você já saberá quais são os seus benefícios, então fique tranquilo! Outro fator importante é que você se sinta a vontade para decidir e escolher o tipo de lente que prefere usar, as diárias ou as de uso prolongado, por exemplo. Com certeza seu oftalmologista se modelará de acordo com as suas preferências e o seu grau de astigmatismo.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...